O MUNDO NÃO PODE SER DOMINADO PELA TRISTEZA

Praça da Estação, em Franca (SP) com o coreto e a pequena escultura do Spinaro: um menino sentado, com o pé em cima do joelho da outra perna, retirando espinhos da sola do pé. Imagem em bronze copiada de obra da Roma Antiga (Márcio Maniglia Machado)

Às vezes, Deus nos manda anjos disfarçados para nos tirar da tristeza que submerge em nossas mentes e corações, nos impedindo de ver as coisas boas da vida e das pessoas.

Por Lev Chaim*/ Dom Total

Depois de meses de confronto com um mundo agressivo, quase incompreensível, com a pandemia de coronavírus por todo o planeta, às vezes, fica difícil encontrar o fio da meada que o leve de volta a uma alegria saudável. Eu já fui vacinado duas vezes, mas grande parte do mundo ainda vive o pesadelo desse vírus fatídico, caso não se tome precauções necessárias: vacinar, distância social, máscara e ouvir com cuidado os especialistas. 

Na Holanda, a vacinação vai de vento em polpa, mas esses avisos são constantes na boca dos dirigentes do país e na televisão, a fim de conscientizar o povo da necessidade dos tempos atuais e não menosprezar os perigos da pandemia.

Continue Lendo

EM CARTAZ: UM ‘deus’ CRIADO À IMAGEM E SEMELHANÇA DE HOMENS

Imagem: Reprodução (Gazeta do Povo)

Por Magali Cunha

‘É mais do que hora de quem não se curva ao deus homem, branco, privilegiado, se inspirar na ação do Deus Criador’, escreve Magali Cunha

Sim, Deus está em cartaz nas disputas de mídias digitais do Brasil e quem primeiro o colocou nesta alta foram grupos políticos. O auge foi o ano de 2016, quando no domingo, 17 de abril, foi votado o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados.

Continue Lendo

A RELIGIÃO DO MEDO: “DÃO MAIS VALOR AO DIABO QUE A DEUS”

Coppo di Marcovaldo (atribuição), Inferno, mosaico, 1250-70. Batistério de São João, Florença, Itália.

A RELIGIÃO DO MEDO

Muitos cristãos foram educados na religião do medo. Medo do inferno, das chamas eternas, das artimanhas do demônio. E quando o medo se apodera de nós, adverte Freud, transforma-se em fobia. Recurso sempre utilizado por instituições autocráticas que procuram impor seus dogmas a ferro e fogo, de modo a induzir as pessoas a trocar a liberdade pela segurança.

Frei Betto

Quando se abre mão da liberdade, demite-se a consciência crítica, omite-se perante os desmandos do poder, acovarda-se agasalhado pelo nicho de uma suposta proteção superior. Foi assim na Igreja da Inquisição, na ditadura estalinista, no regime nazista. É assim a xenofobia ianque, o terrorismo islâmico e os segmentos religiosos que dão mais valor ao diabo que a Deus, e prometem livrar os fiéis de males através da vulgarização de exorcismos, curas milagrosas e outras panaceias para enganar os incautos.

Continue Lendo

PAPA DIZ QUE PRAZER CULINÁRIO, E SEXUAL, É “SIMPLESMENTE DIVINO”

PAPA FRANCISCO. FOTO: VICENZO PINTO/AFP

O Papa Francisco chamou o prazer culinário e sexual de “simplesmente divino”, em um livro de entrevistas publicado nesta quarta-feira 09 na Itália.

“A Igreja condenou os prazeres desumanos, grosseiros, vulgares, mas por outro lado sempre aceitou os prazeres humanos, sóbrios, morais”, afirmou o papa argentino quando questionado por Carlo Petrini, escritor e gourmet italiano.

“O prazer vem diretamente de Deus, não é católico, nem cristão, nem nada parecido, é simplesmente divino”, enfatiza o pontífice.

“O prazer de comer serve para manter uma boa saúde, da mesma forma que o prazer sexual serve para embelezar o amor e garantir a continuidade da espécie”, disse Francisco.

Continue Lendo

A MORTE DE DEUS

A MORTE DE DEUS, SEGUNDO NIETZSCHE – E AGORA? COM VIVIANE MOSÉ
Deus está morto e nós o matamos, você e eu. Esta famosa frase de Nietzsche, mais do que uma declaração de ateísmo, é um diagnóstico da modernidade e traz impressionantes interpretações sobre o mundo em que vivemos. (do Blog Era da Idiocracia)

Continue Lendo

A COVID-19 NOS FAZ DESCOBRIR ESPÍRITO NO COSMOS, NO SER HUMANO E EM DEUS, Por Leonardo Boff

Vivemos numa época particularmente anêmica de espírito. A falta de políticas governamentais por parte do atual Presidente para atacar o Covid-19 mostra mais que falta de empatia e de solidariedade para com os mais de cem mil mortos. Mostra, o que é mais grave, a falta de espírito. Parece que o presidente vive ainda no estágio pré-humanos, dos primatas. Não cuida nem ama a vidau, a vida de seu povo.

Acresce ainda que  cultura do capital que se funda no consumo afogou o espírito na materialidade opaca. E sem espírito perdemos o que há de melhor em nós: a comunicação livre, a cooperação solidária, a compaixão amorosa, o amor sensível e a sensibilidade cordial pelo outro lado de todas as coisas, de onde nos vêm mensagens de beleza, de grandeza, de admiração, de respeito, de veneração e de transcendência.

Continue Lendo