CARTA PARA A GERAÇÃO DO FIM DO MUNDO

De pouco vale, agora, planejar-se para viver em um mundo à beira da catástrofe. Mais que dinheiro e prestígio, juventude parece apostar na reinvenção de si e do planeta: com saberes ancestrais e tecnologia, feminismo e construção do Comum

Por Débora Nunes / Outras Palavras

É em solidariedade a vocês que hoje vislumbram o mundo adulto com apreensão e se perguntam sobre o futuro, que escrevo esse texto. Peço licença para oferecer minha experiência como professora de História e pesquisadora do futuro, que me fizeram escrever o livro Auroville, 2046. Depois do fim de um mundo. Tenho 55 anos, dois filhos que são jovens adultos e presencio a intensa tomada de consciência da juventude acerca do que nos aguarda, muito antes deles e delas chegarem à minha idade. Os depoimentos são tocantes e a pandemia de covid-19 foi um acelerador dessa antevisão: se um vírus pode fazer o que fez no mundo, imaginem todas as tragédias anunciadas pelos cientistas, como as mudanças climáticas. 

Continue Lendo

NINGUÉM MAIS PAGA NADA COM DINHEIRO?

Créditos da foto: (Reprodução/bit.ly/339zfRH)

DIÁRIO DO BOLSO, 27 DE SETEMBRO DE 2020

Por José Roberto Torero /Carta Maior

Notável e moedável Diário, será que ninguém mais paga nada com dinheiro?

Será que todo mundo só usa cartão e transferência bancária?

Pô!

A imprensa agora está me enchendo o saco porque todo mundo na minha família comprou imóvel em dinheiro vivo, como se estivesse lavando produto de rachadinha.

O Dudu até agora era café-com-leite, mas descobriram que ele pagou 50 mil em dinheiro vivo na compra de um apartamento e mais 100 mil na compra de outro. Ele não pode ter quebrado o cofrinho dele para pagar a coisa?

Continue Lendo

DINHEIRO NOS RELACIONAMENTOS, UM TEMA QUE PRECISA DE CUIDADOS

As estatísticas indicam que o dinheiro é um assunto delicado nos relacionamentos. Os conflitos financeiros estão entre as causas mais comuns de divórcio. É melhor ser franco e direto desde o início.

Chega um ponto em que as borboletas no estômago não contam mais para o amor. É o momento em que as questões mais terrenas começam a ganhar importância, e o idealismo vai sendo substituído por um espírito mais prático. O aspecto econômico, por exemplo, vem à tona. É aí que o dinheiro começa a se transformar em um tema importante nos relacionamentos. Se não for tratado com inteligência e tato, pode ser uma fonte de conflitos.

Continue Lendo

O PAPA FRANCISCO E O ESTERCO DO DIABO

Por Luiz Gonzaga Belluzo

Em carta aos jovens economistas do mundo, Papa Francisco sugeriu que se reunissem na cidade de Assis, Itália, entre 26 e 28 de março de 2020 para repensar uma nova doutrina econômica para o mundo. Uma doutrina que vá além das “diferenças de credo e nacionalidade”, inspirada “na fraternidade, sobretudo para os pobres e excluídos”.

Em 2013, o Papa Francisco ofereceu aos cristãos a Primeira Exortação Apostólica “Evangelii Gaudium”. Assim como as encíclicas Rerum Novarum de Leão XIII, Mater et Magistra e Pacem in Terris de João XXIII, a exortação apostólica de Francisco abordava as vicissitudes e esperanças da vida cristã no mundo contemporâneo.

Documento aponta os males da supremacia dos mercados financeiros e suas consequências sobre a vida dos homens

Continue Lendo