MARCIO POCHMANN EM DEFESA DA ECONOMIA SOLIDÁRIA: ”Não virão do Estado as possibilidades de emprego e renda”

Debate no Fórum Social das Resistências, em Porto Alegre, criticou o cenário brasileiro de emprego e debateu alternativas de trabalho coletivo. Projeto de lei que regulamenta setor no Brasil precisa ser revisado na Câmara Federal

Da Carta Maior

“A economia solidária se coloca num plano mais desafiador (hoje). A perspectiva que o capitalismo fomentou desde a transição do trabalho escravo para uma sociedade salarial hoje está abandonada. Estamos deixando de ser uma sociedade com predomínio de trabalho assalariado e vêm crescendo várias outras formas de trabalho”,

Entrevista exclusiva com o economista Marcio Pochmann

Por que sistema capitalista gera tanta desigualdade no Brasil?

Usamos a palavra desigualdade para amenizar o que de fato ocorre, que é a exploração do trabalho.

Continue Lendo

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO PODE IMPULSIONAR ECONOMIA SOLIDÁRIA

Postado por Blog do Valentin

Desde a semana passada, está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, aguardando relator, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 69/2019, que propõe incluir a economia solidária entre os princípios da Ordem Econômica.

A Ordem Econômica no Brasil é disciplinada por um conjunto de princípios estabelecidos na Constituição Federal de 1988, no artigo 170: “A ordem econômica, fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa, tem por fim assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça social, observados os seguintes princípios: soberania nacional; propriedade privada; função social da propriedade; livre concorrência; defesa do consumidor; defesa do meio ambiente; redução das desigualdades regionais e sociais; busca do pleno emprego; tratamento favorecido para empresas de pequeno porte constituídas sob as leis brasileiras e que tenham sede e administração no país”.

Continue Lendo

COMO A ECONOMIA CRIATIVA ESTÁ TRANSFORMANDO O CENTRO DE SÃO PAULO

Postado por Blog do Valentin

Da Carta Capital

É da força da diversidade que virão as boas ideias não só para o Centro de São Paulo, mas também para outras grandes cidades do país

Uma boa ideia é uma rede. Quem diz isso é o autor americano Steven Johnson, um dos principais estudiosos do mundo na área da cultura da inovação. No livro “De onde vêm as boas ideias”, ele explica que uma nova ideia é uma “rede de células explorando o possível adjacente de conexões que elas podem estabelecer em nossa mente”. Isso vale para tudo, de colocar os neurônios para trabalhar no desenvolvimento de um produto a criar uma frase para um texto, como este.

Uma ideia nasce da conversa alucinada de um enxame de neurônios. Isso quer dizer, entre outras coisas, que uma rede precisa ser densamente povoada. Mas só isso também não basta. É preciso que esses neurônios estejam conectados e que essa rede seja plástica, ou seja, capaz de mudar de forma e configuração, se expandir e estar aberta ao novo. É preciso que ela seja diversa e misturada, até mesmo bagunçada, para funcionar melhor.

Continue Lendo

CURSO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA EM CAMPINAS-SP,PREPARA MULHERES PARA DEIXAR O SISTEMA PRISIONAL

Postado por Valentin Ferreira

Cerca de 30 presidiárias de Campinas estão terminando este ano o curso “Mulheres na Economia Solidária”, que foi oferecido pelos pesquisadores do Centro de Tecnologia Renato Archer, autarquia federal vinculada ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação que funciona em Campinas.

Prisional Brasileiro. Ele nasceu como uma parte das atividades desenvolvidas pela equipe que investiga mais amplamente as políticas públicas disponíveis e possíveis para pessoas egressas do Sistema Prisional Brasileiro.

Continue Lendo

NA PERIFERIA DE SÃO PAULO, ARTE E ECONOMIA SOLIDÁRIA SUPERAM VIOLÊNCIA

Postado por Valentin Ferreira

Agência Solano Trindade, desenvolve talentos e mostra como os projetos de economia solidária podem transformar a vida das comunidades no Capão Redondo, zona sul da capital paulista.

FPA – Uma pessoa que descobre sua vocação, seu dom, e consegue apoio para viver disso, tem mais chances de escapar da criminalidade, ter vida longa e, de quebra, algum dinheiro no bolso.

A frase acima poderia estar escrita – ou melhor, grafitada – na fachada da casa onde funciona a Agência Solano Trindade, na Vila Pirajussara, região do Capão Redondo, zona sul da periferia de São Paulo. Porém, muito provavelmente, teria algo a mais em termos de beleza e criatividade: a expressão artística é o principal produto da agência, especializada em encontrar e ajudar a desenvolver talentos e gerar trabalho e renda com saberes como artesanato, música, artes visuais, poesia, culinária e com a estrutura que acompanha eventos.

Continue Lendo

PRODUTOS DA ECONOMIA SOLIDÁRIA EM SHOPPING CENTER

Postado por Valentin Ferreira

Por Mônica Ribeiro (*)

Não é de hoje que indico, aqui, algumas iniciativas que hackeiam o sistema. A mais simbólica delas, pra mim ao menos, é a instalação de lojas e quiosques que comercializam produtos da economia solidária no coração dos maiores centros de consumo: os shopping centers.

Hoje, trago mais uma iniciativa como essas, desta vez em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. O Partage Shopping Betim inaugurou, há poucos meses, a Loja da Economia Solidária, que comercializa produtos desenvolvidos por artesãos cadastrados no Fórum de Economia Solidária da Prefeitura.

Onze marcas estão presentes na nova loja, com exposição e venda de produtos nas áreas de acessórios, vestuário, cosméticos, utensílios para casa, decoração, pintura em tecidos e alimentos não perecíveis: Arte Cia., Arte Primer, Bag Work, Garagem das Artes, Mãos que Criam, Mimos e Cores, Mãos de Fada, Ponto Costura, Ponto a ponto, Pedraria Variart SmartFriends.

Continue Lendo