BOLSONARO FEZ COM OS GENERAIS O MESMO QUE BONINHO COM KAROL CONKÁ. Por Gregorio Duvivier

Imagem: Reprodução

Nada do que vou relatar a seguir é ficção. Bolsonaro, desde a mais tenra idade, odeia o Exército. Seu sonho era ser jogador de futebol.

Foi seu pai que o obrigou a entrar no quartel. Lá, foi humilhado: um coronel reprovou a “falta de lógica, racionalidade e equilíbrio”, e outro condenou a “excessiva ambição em realizar-se financeiramente”.
Humilhado, tentou explodir quartéis. Seu plano foi descoberto pela imprensa. Condenado à reserva, ficou tarde pra tentar o futebol. Sobrou a política. Melhor assim.

Continue Lendo

A “SURPRESA” DE PAZUELLO COM O REPIQUE DA COVID EM 2021

Por Raquel Torres / Imagem Benett

QUEM PODERIA IMAGINAR?

O Ministério da Saúde pediu a liberação de créditos extraordinários, que não entram no teto de gastos, para lidar com a pandemia. Precisar de dinheiro, precisa. Mas tem um problema: a Constituição só permite esse tipo de recurso em casos urgentes e imprevisíveis, enquanto os previsíveis devem estar no orçamento. Então a pasta alegou em seu pedido (obtido pela Folha) que o avanço da covid-19 no país este ano era “incerto” até o fim do ano passado. A visão foi sustentada por dois argumentos: o de que havia “perspectiva de imunização” da população e o de que o número de mortes estava caindo.

Continue Lendo

TRAIÇÃO DE BOLSONARO E PAZUELLO SE DEMOSTRA COM POPULAÇÃO DESGUARNECIDA DE VACINAS E SERINGAS

Ministro da Saúde Eduardo Pazuello – Imagem Reprodução

Por Janio de Freitas

Presidente e ministro da saúde deixaram o tempo correr por decisão

O contraste entre a dedicação corajosa do pessoal da saúde e a sabotagem da turma de Bolsonaro à imunização geral reflete, e denuncia, a falta de caráter coletivo das classes e categorias que dominam o Brasil.

O alheamento dessa porção poderosa, historicamente ativa na fermentação dos golpes de Estado e, com menor necessidade, contra reduções das desigualdades, oferece o alicerce para uma traição que passa de presumida a demonstrada.

O caso das seringas é eloquente. Há mais de oito meses, ainda com Henrique Mandetta como ministro, a compra de seringas e agulhas estava em questão, inclusive com referência ao Ministério da Economia sobre verbas.

Continue Lendo

PAZUELLO FOI AVISADO QUE, SEM ISOLAMENTO, EFEITOS DA COVID-19 PODEM DURAR ATÉ DOIS ANOS

Eduardo Pazuello – Ministro interino da Saúde – Imagem: Estado Minas

Técnicos do Ministério da Saúde também relataram ao general que “todas as pesquisas” apontam que a quarentena é favorável para o retorno da economia

Da Revista Forum

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, foi alertado por sua equipe de técnicos da pasta, em reunião no dia 25 de maio, que os efeitos da Covid-19 no Brasil podem durar até dois anos caso o país não invista no isolamento social.

“Sem isolamento, um tempo muito grande de 1 a 2 anos para controlarmos a situação”, diz ata da reunião do Comitê de Operações de Emergência (COE) do ministério. Documento foi obtido pelo jornal Estado de S.Paulo.

Continue Lendo