DINHEIRO NOS RELACIONAMENTOS, UM TEMA QUE PRECISA DE CUIDADOS

As estatísticas indicam que o dinheiro é um assunto delicado nos relacionamentos. Os conflitos financeiros estão entre as causas mais comuns de divórcio. É melhor ser franco e direto desde o início.

Chega um ponto em que as borboletas no estômago não contam mais para o amor. É o momento em que as questões mais terrenas começam a ganhar importância, e o idealismo vai sendo substituído por um espírito mais prático. O aspecto econômico, por exemplo, vem à tona. É aí que o dinheiro começa a se transformar em um tema importante nos relacionamentos. Se não for tratado com inteligência e tato, pode ser uma fonte de conflitos.

Continue Lendo

10 CANAIS NO YOUTUBE QUE AJUDAM A ORGANIZAR SUAS FINANÇAS

Cenário de juros baixos, desemprego elevado e incerteza econômica com a pandemia leva brasileiro a buscar educação financeira

Por Julia Moura /Folha

Sem educação financeira, o brasileiro teve que se virar para aprender a se livrar das dívidas e investir. Tarefas especialmente difíceis nos últimos tempos de pandemia, com incerteza econômica, desemprego em níveis historicamente altos e queda da Selic para 2,25% ao ano, fazendo a poupança, investimento mais popular do país, apresentar taxa de juros real (descontada da inflação) negativa.

Na Bolsa, os CPFs mais que triplicaram desde 2018, para 2,6 milhões em junho, enquanto um terço das famílias brasileiras tem um endividado em casa, de acordo com dados da FGV.

Para juntar dinheiro e fazê-lo render, o brasileiro busca conteúdos gratuitos para aprender na prática, da mesma forma que recorre ao YouTube para tutorial de maquiagem ou receita de bolo.

Continue Lendo

“BANCO QUER POBRE SEM EDUCAÇÃO FINANCEIRA PARA COBRAR JURO NO CARTÃO”

Nathalia Rodrigues de Oliveira, 21, cursa administração na faculdade e é dona do canal Nath Finanças, no TouTube. Na plataforma de vídeos, possui 90,8 mil inscritos –sendo 70% mulheres. São 95,2 mil pessoas que acompanham a vlogueira no Instagram e, no Twitter (maior concentração do público masculino), sõa 275,3 mil seguidores – Zô Guimarães/Folhapress

Por Isabela Bolzani e Úrsula Passos

Uma jovem negra de 21 anos da Baixada Fluminense está virando meme e conquistando milhares de seguidores na internet com dicas como “anote seus gastos” e “guarde suas moedas”. Nathalia Rodrigues de Oliveira, que agora é reconhecida na rua pelo nome de seu canal no YouTube, o Nath Finanças, faz vídeos para falar de forma descomplicada sobre economia.

A moradora de Nova Iguaçu quer dar noções de educação financeira para os que ganham pouco. Para ela, que fez técnico em administração, hoje cursa graduação na área e trabalha em uma empresa do setor, é preciso que os pobres saibam se o PIB (Produto Interno Bruto) está bom ou como o preço do dólar afeta o cotidiano.

Continue Lendo

ANALFABETISMO FINANCEIRO AFETA DOIS EM CADA TRÊS BRASILEIROS

Postado por Blog do Valentin
De acordo com estudo, de cada três adultos brasileiros, dois são analfabetos financeiros

Temos que tomar decisões financeiras o tempo todo. Do momento em que vamos comprar um liquidificador ao momento em que vamos comprar uma casa, passando por decisões importantes sobre quanto e como poupar para a aposentadoria.

O brasileiro está preparado para tomar essas decisões? De acordo com o Global Financial Literacy Center (GFLC), liderado pela pesquisadora Annamaria Lusardi, não. De cada três adultos brasileiros, dois são analfabetos financeiros.

Continue Lendo

CONSUMO CONSCIENTE DEVE SER INCENTIVADO DESDE A INFÂNCIA

Postado por Blog do Valentin

Do IHU-Unisinos

Uma pesquisa publicada no fim de 2018 pelo Instituto Akatu aponta que 76% dos 1.090 entrevistados – homens e mulheres com mais de 16 anos – não praticam o consumo consciente. Além das vantagens para a sociedade, a prática também gera economia para o bolso, especialmente ao evitar comprar desenfreadamente e reduzir o desperdício de água, luz e alimentos.

O doutor em Educação, pós-doutor no departamento de Psicologia Social da Universidade de São Paulo (USP) e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, Marcos Sorrentino afirma que o consumo consciente passa pelo encantamento, desde criança, com o não consumo.

Continue Lendo