PAPA DENUNCIA TENDÊNCIA A EDUCAÇÃO ELITISTA: “EDUCAR É INCLUIR”

Por Agencia EFE

EFE/Filippo Monteforte

O papa Francisco denunciou nesta sexta-feira que alguns países investem pouco na formação dos jovens, “elitizando a educação” e excluindo os mais pobres, durante a inauguração da sede romana da fundação “Scholas Occurrentes”.

“Há um perigo muito grande na vida da educação dos jovens. O da elitização. Cada vez os orçamentos para a educação em alguns lugares vão se cortando e se cria uma elite de quem pode pagar pela educação”, disse o pontífice durante uma videoconferência com jovens de diferentes países.

Continue Lendo