QUAL INTERESSE EM RETIRAR SOCIOLOGIA E FILOSOFIA DO CURRÍCULO?

Postado por Valentin Ferreira

Da Carta Capital

Especialista questiona pesquisa do Ipea que atrela a piora na aprendizagem da Matemática às disciplinas

Filosofia e Sociologia obrigatórias derrubam notas em Matemática”. O título da reportagem publicada na Folha de S.Paulo na segunda-feira 16 revela os resultados de uma pesquisa inédita que será publicada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O estudo, realizado pelos pesquisadores Thais Waideman Niquito e Adolfo Sachsida, já apontado como conselheiro econômico de Bolsonaro, defende que a presença das disciplinas como componentes curriculares obrigatórios no Ensino Médio prejudica a aprendizagem dos estudantes, essencialmente os de baixa renda.

Para chegar à conclusão de que a obrigatoriedade das disciplinas na etapa, estabelecida pela Lei 11.684 de 2008, levou à queda no desempenho escolar, os pesquisadores tomaram como base os resultados de estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em dois momentos. A pesquisa comparou os resultados dos alunos que prestaram o exame em 2009, por entender que eles ainda não tinham sido impactados pela obrigatoriedade, com aqueles que o prestaram em 2012, após a promulagação da Lei.

Continue Lendo

PROJETO ESCOLA SEM PARTIDO É ARQUIVADO NO SENADO

Postado por Valentin Ferreira

Do Brasil 247

A pedido do autor, o senador Magno Malta (PR-ES), o Projeto de Lei do Senado 193/2016, que pretendia incluir o programa Escola sem Partido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, foi retirado em definitivo e, por isso, arquivado; proposta havia recebido relatório recomendando a rejeição pelo senador Cristovam Buarque (PPS-DF); a votação de um projeto com o mesmo cunho provocou tumulto na Câmara Municipal de São Paulo; guardas civis dividiam as galerias do plenário durante a votação, que acabou suspensa após ação dos vereadores da Comissão de Educação da Câmara, que não deram quórum para a discussão prosseguir

Continue Lendo

MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ ADERE AO POLÊMICO ESCOLA SEM PARTIDO

Postado por Valentin Ferreira

A previsão é que a lei chegue às 112 escolas da rede municipal de Jundiaí em 60 dias; professores já falam em perseguição

A Câmara de Jundiaí promulgou e publicou na quarta 25 a Lei 8850 que institui o Escola sem Partido no município. Mesmo diante a negativa de alguns professores e vereadores, a lei – que deriva de proposta do vereador Antônio Carlos Albino (PSB) – deve chegar às 112 escolas da rede em 60 dias. A oposição afirma que vai tentar barrar a proposta

Continue Lendo

NÃO EXISTE NEUTRALIDADE EM EDUCAÇÃO

Por: Nei Alberto Pies

Nao existe neutralidade em educacao

A escola tem de ser um lugar de livre pensamento! Não existem soluções para a coletividade fora da democracia e da política.

Afirmações fundamentalistas e simplistas tendem constituir falsas verdades. Caso típico das absurdas afirmações dos que defendem as ideias de uma “escola sem partido”. O viés do debate que se coloca deve ser mesmo pela afirmação das diferentes ideologias, mesmo daqueles que imaginam ser possível existir neutralidade na educação, dizendo ser possível “uma escola sem partido”. Eles também agem por ideologia.

Continue Lendo