PARLAMENTO INGLÊS DIZ QUE FACEBOOK É DIRIGIDO POR “GÂNGSTERS DIGITAIS”

Postado por Blog do Valentin

Por Fernando Brito /Tijolaço

Os principais jornais do mundo publicam hoje o relatório final da comissão parlamentar do Reino Unido que acusa o Facebook de violar a privacidade dos dados e as leis de concorrência. A investigação começou em 2017, para levantar os perigos de manipulação das redes sociais na política e ganhou força depois do escândalo da Cambridge Analytics, onde se tornou público que a empresa de Mark Zuckerberg havia recolhia clandestinamente dados coletados de milhões de perfis de usuários do Facebook e e os vendia para clientes políticos para permitir que eles manipulassem de forma mais eficaz potenciais eleitores.

“Empresas como o Facebook não devem se comportar como ‘gângsteres digitais’ no mundo on-line, considerando-se à frente e além da lei”, diz o texto do relatório, segundo a CNN.

Continue Lendo

FACEBOOK LUCRA US$ 6,8 BILHÕES EM 2018 E TEM NA REDE 1/3 DOS TERRÁQUEOS

Postado por Blog do ValentinMark Zuckerberg, presidente-executivo do Facebook; apesar do lucro, ano foi um dos mais difíceis em termos reputacionais para a companhia

O Facebook bateu recorde de lucro para o trimestre e atingiu a marca de US$ 6,8 bilhões, acima dos US$ 4,27 bilhões do mesmo período do ano passado. Em balanço divulgado na noite desta quarta-feira (30), a companhia informa que sua receita cresceu 30%, de US$ 12,97 bilhões para US$ 16,91 bilhões, contabilizados nos últimos três meses de 2018.

Os casos envolvendo o uso abusivo de dados pessoais, a maior pressão regulatória e as evidências do uso da plataforma para desinformação em diferentes democracias não afetou a adesão geral à rede social —apesar de ela perder usuários nos Estados Unidos.

Continue Lendo

“O AMBIENTE DIGITAL ESTÁ ALTERANDO NOSSO CÉREBRO DE FORMA INÉDITA”, diz neurologista britânica

Postado por Valentin Ferreira

As facilidades e inovações trazidas pela era digital conquistaram adeptos de diversa gerações.

Mas, talvez haja numa proporção semelhante um grande número de críticos da internet, apontando os problemas da vida em rede.

Entre entusiastas e opositores da internet, no entanto, nem sempre há embasamento científico para o que é defendido.

Susan Greenfield, neurocientista britânica e pesquisadora sênior da Universidade de Oxford, estuda a psicologia do cérebro por um viés multidisciplinar.

Para ela, as tecnologias digitais afetaram nosso cérebro da mesma forma que qualquer elemento de interação que faça parte do nosso cotidiano.

O que a pesquisadora aponta de mais crítico é a forma como nossa vida em rede mudou a formação de nossa identidade, tornando-a dependente da visão das outras pessoas.

Segundo Greenfield, isso altera a forma como nos relacionamos com os outros e a distribuição do nosso tempo para determinadas atividades.

Continue Lendo

COMO FACEBOOK, TWITTER E GOOGLE LUCRAM QUANDO VOCÊ SENTE RAIVA

Postado por Valentin Ferreira

Por Tatiana Dias / The Intercept Brasil

Eu postei no Twitter a reportagem da revista Veja. Uma das primeiras reações – fora comentários de seguidores e retweets previsíveis – foi essa aqui:

“Cuidado c língua….17 vem aí” 

É algo previsível vindo dos apoiadores de Jair Bolsonaro quando confrontados com a realidade: ironia e ameaças – veladas ou explícitas. Só na semana passada, uma jornalista foi perseguida e exposta no Twitter por engano, a autora da reportagem que mostrou que o mesmo candidato havia ameaçado a ex-mulher em 2011 também foi exposta, e Carlos Bolsonaro, vereador e filho de Jair Bolsonaro, postou uma foto com uma simulação de tortura, feita originalmente em protesto contra seu pai, com uma legenda irônica para meio milhão de seguidores no Instagram. Todos esses conteúdos – exceto o stories de Bolsonaro, efêmero por natureza – ainda estão no ar. A resposta ao meu tuíte também, mesmo depois de ser denunciada.

Continue Lendo

OS TEMAS MAIS DEBATIDOS PELOS BRASILEIROS NO FACEBOOK

Postado por Valentin FerreiraSegurança e economia aparecem no topo da lista

Da Agencia Brasil

Assuntos relacionados a segurança e economia são os mais debatidos pelos brasileiros no Facebook. No total, 64 milhões de pessoas geraram quase 1 bilhão de interações no mês de abril. Este tipo de mapeamento nunca foi disponibilizado publicamente pela companhia.

Os dados foram apresentados pela empresa em um evento sobre internet e eleições realizado ontem (20), em Brasília. A plataforma mapeia os assuntos discutidos e organiza estes em grandes temas. No monitoramento compartilhado no evento, foram identificados os números de pessoas abordando as questões, o número de interações (curtidas, comentários, compartilhamentos) e o percentual por gênero. Os dados são relativos ao mês de abril.

Continue Lendo

“AS REDES SOCIAIS ESTÃO DILACERANDO A SOCIEDADE”, DIZ EX-EXECUTIVO DO FACEBOOK

Postado por Valentin Ferreira Chamath Palihapitiya durante o fórum da Escola de Negócios de Stanford em 10 de novembro.Chamath Palihapitiya durante o fórum da Escola de Negócios de Stanford em 10 de novembro.

Por El Pais.com

Chamath Palihapitiya lamenta ter participado da criação de ferramentas que destroem o tecido social.

Um ex-alto executivo do Facebook fez um mea culpa por sua contribuição para o desenvolvimento de ferramentas que, em sua opinião, “estão dilacerando o tecido social”. Chamath Palihapitiya, que trabalhou na empresa de Mark Zuckerberg de 2007 a 2011, da qual chegou a ser vice-presidente de crescimento de usuários, acredita que “os ciclos de retroalimentação de curto prazo impulsionados pela dopamina que criamos estão destruindo o funcionamento da sociedade. Sem discursos civis, sem cooperação, com desinformação, com falsidade”“As redes sociais estão dilacerando a sociedade”, diz um ex-executivo do Facebook

Palihapitiya fez essas declarações sobre o vício em redes sociais e seus efeitos em um fórum da Escola de Negócios de Stanford no dia 10 de novembro, mas o site de tecnologia The Verge as publicou na segunda-feira e, através dele, jornais como o The Guardian. Palihapitiya — que trabalhou para aumentar o número de pessoas que usam as redes sociais — recomendou ao público presente no fórum que tomasse um “descanso” no uso

Continue Lendo