DATAFOLHA: APENAS 15% DOS BRASILEIROS CONFIAM NAS DECLARAÇÕES DE BOLSONARO

Apenas 15% dos brasileiros sempre confiam nas declarações de Jair Bolsonaro. Segundo a mais recente pesquisa Datafolha, divulgada nesta sexta-feira (17), 57% dizem nunca confiar nas declarações de Bolsonaro, enquanto 28% afirmam confiar às vezes

O índice de desconfiança a Bolsonaro é o maior já registrado pelo instituto. Na pesquisa anterior, de julho, o índice estava em 55%.

O levantamento nacional foi realizado em 190 cidades com 3.667 eleitores, de 13 a 15 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

Do Brasil 247

Continue Lendo

VÍDEO DOCUMENTÁRIO: BOLSONARO E ADÉLIO, UMA FAKEADA NO CORAÇÃO DO BRASIL

Do YouTube/ Brasil 247

“Não existe crime perfeito”. É o que conta o dito popular. Neste documentário ancorado pelo repórter Joaquim de Carvalho e produzido pelo Brasil 247, descobre-se muitas pontas soltas que a investigação “oficial” não deu conta de responder.

Conhecendo hoje o que Bolsonaro e seus filhos são capazes de fazer no campo da mentira, juntando as perguntas sem respostas e o destino dado àqueles que fizeram parte do “enredo” e hoje como estão estes vivendo essas pessoas, não dá para não desconfiar.

Como defende o repórter, somente uma investigação independente será capaz e colocar respostas claras e objetivas nas muitas dúvidas que sobraram do episódio.

Vale a pena ver o documentário e analisar o que realmente aconteceu.

Continue Lendo

ALEXANDRE GARCIA, LEDA NAGLE E QUEIROGA APAGARAM PROVAS DE SUAS MENTIRAS E DO NEGACIONISMO

Um levantamento mostra que o comentarista da CNN Brasil apagou mais de 500 vídeos
e deu explicações evasivas sobre o motivo. Será um efeito da CPI da Covid?

Por João Filho / The Intercept

O JORNALISTA ALEXANDRE GARCIA ficou contrariado quando seu colega da CNN Rafael Colombo fez uma pergunta simples, mas que lhe soou como uma provocação. O assunto era a ameaça de decreto feita pelo presidente na última quinta contra as medidas de lockdown adotadas por governadores e prefeitos. Alinhado ao bolsonarismo até o osso, Garcia disse que o presidente estava apenas garantindo o cumprimento do artigo 5º da Constituição, que garante o direito de ir e vir dos brasileiros.

Colombo observou então que esse mesmo artigo da Constituição garante também o direito à vida e devolveu a palavra para Garcia. O jornalista se calou, ficou em silêncio por 13 segundos, aparentemente em forma de protesto. Ao final da pausa dramática, emendou “eu não estou sendo entrevistado” e “não sei se volto amanhã”.

Continue Lendo

SENTENÇA JUDICIAL EXIGE QUE REGINA DUARTE PEÇA DESCULPAS POR FAKE NEWS.

Ex-secretária da Cultura foi condenada a publicar nota por divulgar que
ex-primeira-dama Marisa Letícia tinha R$ 256 milhões na conta

Da Folha SP

A ex-secretária especial da Cultura e atriz Regina Duarte publicou nesta sexta (7) em seu Instagram “um sincero pedido de desculpas à memória de dona Marisa Letícia e a sua familia” após ter sido condenada por ter compartilhado fake news.

“Nunca foi minha intenção divulgar uma inverdade ou propagar fake news. Infelizmente, neste caso, fui induzida a erro e quero por isso estender, pelo sucedido, um sincero pedido de desculpas à memória de dona Marisa Letícia e a sua familia”, escreveu Regina Duarte.

Em 11 de abril de 2020, ela compartilhou a informação de que foram encontrados R$ 256 milhõesnas contas da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva.

Na verdade, o saldo apresentava R$ 26 mil. Um juiz confundiu a quantia aplicada em CDBs com debêntures de outra natureza.

Continue Lendo

VÍDEO: “FALHAMOS EM EDUCAR AS PESSOAS CONTRA FAKE NEWS”, DIZ FELIPE NETO

Em live do Grupo Prerrogativas, o youtuber Felipe Neto afirmou que “falhamos em educar as pessoas contra fake news”.

Questionado por Fernando Haddad como avalia as fake news na próxima eleição, em 2022, ele afirmou:

“Vai ser uma loucura novamente. Talvez pior. Não tivemos tempo de criar medidas de controle e de educação para fazer as pessoas se blindarem, mas eles tiveram tempo para se organizar muito melhor. Hoje, a articulação do ódio está muito mais organizada do que em 2018”.

Do DCM

Continue Lendo