MPF FEZ USO POLÍTICO DE REDES SOCIAIS E BENEFICIOU O BOLSONARISMO, AFIRMA ESTUDO DA FGV

Foto: Agencia Brasil

Do Brasil 247

Um estudo realizado por pesquisadores da Fundação Getulio Vargas (FGV) aponta que o Ministério Público Federal (MPF) se envolveu na ofensiva golpista contra a presidente Dilma Rousseff, afetando a governabilidade do país e beneficiando o bolsonarismo nas eleições de 2018. 

A pesquisa examinou um universo de 37.041 tuítes publicados pelo MPF desde sua entrada na rede social, em 2011, informa a jornalistaMônica Bergamo na Folha de S.Paulo.

O estudo mostra que o MPF forneceu à rede de apoiadores da Lava Jato e de Jair Bolsonaro informações contra seus inimigos políticos. 

O estudo cita como exemplo que no mês de outubro de 2018, jornalistas e blogueiros bolsonaristas como Alexandre Garcia e Allan dos Santos foram os perfis que mais se alimentaram de conteúdos do MPF. 

Continue Lendo

SEM LULA NA DISPUTA, VOTOS “BRANCOS E NULOS PODEM GANHAR” A ELEIÇÃO, Diz Pesquisador da FGV

Postado por Valentin Ferreira

Descrença com as eleições começaram em 2016, especialmente nos grandes centros urbanos

Da Carta Capital

Segundo as pesquisas eleitorais mais recentes, sem o ex-presidente Lula na disputa, os votos brancos e nulos “ganhariam a eleição”. Nos seis cenários do levantamento sem o ex-presidente, a porcentagem de votos brancos e nulos varia entre 23% e 24%, o que é maior do que as intenções de voto no candidato em primeiro lugar.

O desinteresse da população pela campanha não é um fenômeno novo, com aponta o pesquisador da Fundação Getúlio Vargas e cientista político Jairo Pimentel. Em 2016, nas eleições municipais na cidade de São Paulo, votos brancos e nulos superaram os votos que o vencedor, João Dória, recebeu.

Leia a entrevista: AQUI

 

Continue Lendo

LAVA JATO TORRA R$ 140 BI PARA RECUPERAR R$ 650 MI

Postado por Valentin Ferreira

Nesta quinta-feira (7), o Ministério Público Federal (MPF) fez um grande estardalhaço, com direito a fotos posadas do procurador Deltan Dallagnol para a mídia, sob o pretexto de “devolver à Petrobras” R$ 653,9 milhões desviados da estatal pelo esquema investigado na Operação Lava Jato.

Os valores devolvidos teriam sido obtidos através de 36 acordos de colaboração premiada e cinco de leniência firmados com empresas. Entre os acordos, Dallagnol citou as delações relativas à Odebrecht, Braskem, Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez.

Segundo estudo elaborado pelo Grupo de Economia & Soluções Ambientais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), só em 2015 os impactos diretos e indiretos da Operação Lava Jato na economia reduziram o PIB brasileiro em R$ 142,6 bilhões, o equivalente a uma retração de 2,5% do PIB (Produto Interno Bruto).

Leia Matéria Completa: Blogdacidadania

Continue Lendo

EXPORTAÇÕES DO SETOR AGROPECUÁRIO CRESCEM MAIS DE 150% EM UM ANO

Postado por Valentin Ferreira

Os dados divulgados pela FGV revelam crescimento de 151% no volume exportado pelo setor agropecuário.Os dados divulgados pela FGV revelam crescimento de 151% no volume exportado pelo setor agropecuário.

O indicador mensal de Comércio Exterior do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre/Icomex), que traz os principais dados da balança comercial brasileira, mostram aumento de 31,7% no volume exportado no país em outubro último, em comparação a outubro do ano passado. Já o volume das importações no mesmo período cresceu 26%.

Os dados divulgados pela FGV revelam crescimento de 151% no volume exportado pelo setor agropecuário. O resultado é recorde e supera o de setembro, que também já havia sido recorde e, consequentemente, todas as variações registradas nos meses anteriores entre 2016 e 2017.

Já a indústria de transformação apresentou a segunda maior variação, com crescimento de 25,7%, superando pela primeira vez no ano o crescimento das exportações da indústria extrativa, que fechou em outubro com crescimento de 21,4% sobre o mesmo mês do ano passado.

Fonte Dom Total: Toda a Matéria: Aqui

Continue Lendo

CONFIANÇA DA INDUSTRIA AVANÇA 1,9 PONTO NA PRÉVIA DE OUTUBRO

Postado por Valentin Ferreira A alta do indicador foi provocada por aumento na confiança do empresariado da indústria no momento presente.iMAGEM. Germano Lüders/Reuters
Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil

O Índice de Confiança da Indústria teve alta de 1,9 ponto, de acordo com a prévia de outubro do indicador, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Caso a prévia se confirme, o índice chegará a 94,7 pontos neste mês, em uma escala de zero a 200 pontos, o maior patamar desde abril de 2014 (97 pontos).

A alta do indicador foi provocada por aumento na confiança do empresariado da indústria no momento presente. O Índice da Situação Atual subiu 4,4 pontos e atingiu 95 pontos. Já o Índice de Expectativas, que avalia o otimismo do empresário em relação ao futuro, caiu 0,4 ponto e ficou em 94,5 pontos.

O resultado preliminar de outubro indica alta de 0,7 ponto percentual no Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (Nuci), que sobe para 74,6%. Para a prévia de outubro, foram consultadas 788 empresas entre os dias 2 e 19 deste mês. O resultado final da pesquisa será divulgado na próxima terça-feira, dia 31 de outubro.

Edição: Denise Griesinger (EBC)
Continue Lendo

CONLUIO DE ELITES SUFOCA A DEMOCRACIA EM SÃO PAULO, por João Filho

Postado por Valentin Ferreira / do The Intercept Brasil

Resultado de imagem para imagem luciana Zaffalon                                     Luciana Zaffalon – Imagem Wikipedia

O CONCEITO de separação de poderes, fundamental para a democracia, tem sido pisoteado no estado de São Paulo. Uma tese de doutorado publicada neste ano na FGV-SP pela advogada Luciana Zaffalon confirma a percepção que sempre se teve sobre a promiscuidade entre Executivo, Legislativo e o Judiciário em solo bandeirante.

Continue Lendo