TEMER “ROEU A CORDA” E CAMINHONEIROS PODEM VOLTAR À GREVE

Postador por Valentin Ferreira

O representante do Comando Nacional do Transporte (CNT) Ivar Luiz Schmidt, líder da paralisação de caminhoneiros de 2015, diz que se a tabela de preços mínimos de frete for derrubada em acordos entre governo e lobbies de empresários de transporte, haverá uma greve pior que a última; o clima no Whatsapp dos trabalhadores caminhoneiros é de desconfiança

Mais informações AQUI

Continue Lendo

ROSANA PINHEIRO-MACHADO: “PEDIDOS POR INTERVENÇÃO MILITAR SÃO GRITOS DE SOCORRO DE UMA POPULAÇÃO DESCRENTE”

CPostado por Valentin FerreiraA antropóloga e cientista social, que se reuniu com grupos de caminhoneiros em greve, diz que o movimento não é facilmente encaixável e revela uma lógica de redes, não de sindicatos

Por Felipe Bertin e Rodolfo Borges / El Pail Brasil

Ao longo da última semana, a cientista social e antropóloga Rosana Pinheiro-Machado, professora na Universidade Federal de Santa Maria (Rio Grande do Sul), se reuniu com quatro grupos de caminhoneiros que estavam em greve. O trabalho, feito com a antropóloga Lucia Scalco, fazia parte de um projeto mais amplo das duas especialistas sobre os eleitores de Jair Bolsonaro. Pinheiro-Machado, que também já lecionou em Oxford e na Universidade de São Paulo (USP), já vinha estudando os movimentos sociais que ocuparam as ruas no Brasil e no mundo nos últimos anos. “Todos são ambíguos porque seguem uma lógica de agregação, em que você agrega pessoas via viralização, contágio, nas redes sociais. E como não são sindicalizados, sem aquela linha clara do sindicado e do movimento, elas reivindicam coisas múltiplas”, explica. Uma das lições da paralisação, explica ela, é o fato de que a polarização política vista nas redes sociais não abarca toda a população, … Continue Lendo

BOB FERNANDES: O PAÍS DE JOELHOS, A FARSA E A TRAGÉDIA. ASSISTA.

Postado por Valentin Ferreira

Do Blog Tijolaço / Fernando Brito

Bob Fernandes, preciso como sempre e sintético como nunca em seu comentário, ontem à noite, no Jornal da Gazeta:

Até uma semana antes, diante de um país ajoelhado e crente, pregavam os poderes divinos do “Deus Mercado”.

“Mercado” é imemorial engrenagem da vida econômica-social. Mas, nestes tempos, vendido e comprado como ente onipresente, Supremo.

Esse “Mercado” tornado divino foi atropelado. Junto, atropelado o país crente e ajoelhado.

Atropelado por outra entidade apresentada como sobrenatural: “Os Caminhoneiros”. Na vida terrena seriam 1,5 milhão entre sindicalizados e autônomos.

Continue Lendo

CAMINHONEIROS: O MAIOR IMPACTO NA HISTÓRIA DO BRASIL, Por Aldo Fornazieri

Postado por Valentin Ferreira

“O medo tem alguma utilidade, mas a covardia não”(Gandhi)

Do Jornal GGN

Nenhum acontecimento da história do Brasil teve um impacto tão avassalador sobre o conjunto da sociedade e do Estado, em todas as suas dimensões, tal como este produzido pelo movimento paredista dos caminhoneiros. Nem a Independência, nem a proclamação da República, nem a Revolução de 1930, nem a Segunda Guerra, nem o golpe militar de 1964, nem o Plano Collor, nada produziu um efeito tão universal sobre todos os aspectos da vida nacional. Com exceção de poucos lugares remotos do país, todos os demais lugares setores foram afetados.

Nem mesmo uma guerra teria um efeito tão avassalador. Foi como se o Brasil fosse atacado em todo o território nacional, em todas as suas cidades, em todos os ramos de atividade, em todas as linhas de  abastecimento. A singularidade que o movimento dos caminhoneiros produziu talvez não tenha similaridade em nenhum outro país.

Continue Lendo

AGENDA “FORA, TEMER” AVANÇA ENTRE OS CAMINHONEIROS EM GREVE

Postado por Valentin Ferreira                               Foto: Johnny Morais/Futura Press/Estadão Conteúdo

Por Leonardo Sakamoto em Seu Blog

De tanto martelar que a greve era resultado apenas de uma conspiração de empresários do setor de transportes, parte da sociedade tem dificuldade de entender quando – após um acordo com o governo federal – muitos caminhoneiros não voltam imediatamente ao trabalho.

O movimento nasceu da insatisfação cozida no dia a dia deles, articulada através de grupos de WhatsApp. Empresários de frota se juntaram, praticando um ilegal locaute, mas isso não reduz a greve, nem explica a resistência de sua base. Após a fracassada tentativa de acordo do governo, na última quarta, grevistas disseram que aqueles representantes não falavam pela categoria. E depois da segunda tentativa, neste domingo (27), circulam nas listas desde novas demanda, passando pela desconfiança de que Michel Temer não irá honrar o prometido, outras insatisfações até a defesa acalorada de que – agora – a pauta é a saída do próprio governo.

Continue Lendo

JANIO: A CRISE ABASTECEU BOLSONARO

Postado por Valentin Ferreira

Do Blog Tijolaço de Fernando Brito

Como se observou aqui, já há três dias, o grande beneficiário da crise provocada com a paralisação do abastecimento de combustível foi Jair Bolsonaro, porque é inveitável que, à falta de autoridade de um governo ilegítimo, cresça o clamor por soluções autoritárias, por mais que se saiba que as práticas autoritárias não apenas retardadoras daquilo a que a realidade econômica traz ao país.

Estamos sendo acostumados, a poder de desgoverno, a achar que a força é o caminho de resolução dos problemas e, é claro, quando a força é o argumento da razão, perdem a razão os que não a tem: os fracos, os pobres, os excluídos.

Janio de Freitas, hoje, na Folha, aprofunda esta análise.

Continue Lendo