PROFESSORES PARAM CONTRA REFORMA DA PREVIDÊNCIA NESTA SEXTA

Postado por Blog do Valentin

Adesão à greve cresceu na reta final e professores da rede pública e particular da capital paulista vão paralisar contra a Reforma da Previdência.  Convocada pelas centrais sindicais no dia 1º de maio, a paralisação é nacional e tem como bandeira principal a crítica feroz ao projeto de mudanças das aposentadorias apresentado pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL).

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “uma das escolas paulistanas que vai interromper as atividades nesta sexta é o Colégio Equipe. Em carta aberta, os professores da instituição alegaram que decidiram em assembleia pela paralisação porque a proposta da nova previdência ‘deixa de reconhecer a aposentadoria especial de professores e reserva a todos os trabalhadores e trabalhadoras mais anos de trabalho, restrições à aposentadoria integral e redução de benefícios’.”

A matéria ainda acrescenta: “outro colégio que suspendeu as aulas é o Ítaca. Segundo Sônia Drucker, diretora e uma das proprietárias da unidade, as aulas foram suspensas pelo pelo temor de que ‘ninguém vai chegar a tempo para as aulas por falta de transporte’, diz.”

Do Brasil 247

Continue Lendo

TRABALHADORES VÃO ÀS RUAS DO PAÍS CONTRA REFORMAS E POR FORA TEMER

Por Valentin Ferreira  /

Por Brasil 247

Dia nacional de greves e paralisações em defesa dos direitos e contra as reformas da Previdência e trabalhista começou com protestos, greves e bloqueis de “trancaços” em vários pontos do país; movimento é convocado pelas centrais sindicais, Frente Brasil Popular e Frente Povo sem Medo; em Brasília, metroviários, rodoviários, professores e bancários estão entre as categorias que cruzarão os braços durante 24 horas; no Rio, manifestantes pararam a Linha Vermelha, na ponte Rio-Niterói e o acesso ao aeroporto do Galeão; em São Paulo, diversos bloqueios foram programados no início da manhã, como nas avenidas São João e 23 de Maio, no centro, e na Via Anchieta, na confluência com Avenida das Juntas Provisórias; atos também ocorrem em Recife, Salvador, Aracaju, Fortaleza, Goiânia e várias outras cidades, que exigem a saída de Michel Temer com eleições diretas, e a suspensão das reformas trabalhista e da Previdência

Continue Lendo

CNBB MANTÉM APOIO ÀS PARALISAÇÕES DESTA SEXTA CONTRA REFORMAS

por Valentin Ferreira /Via Vermelho.org.brDom Leonardo Steiner, secretário-geral da CNBB mostrou preocupação com a falta de diálogo sobre as reformasDom Leonardo Steiner, secretário-geral da CNBB mostrou preocupação com a falta de diálogo sobre as reformas

A entidade ressaltou o papel de apoio ao movimento em reunião na semana passada com representantes de centrais sindicais. Segundo o presidente da CNBB e arcebispo de Brasília, o cardeal Dom Sergio da Rocha, essa nova demanda de greve será levada ao Conselho Permanente dos bispos, mas a “postura será sempre em defesa dos trabalhadores”.

Continue Lendo