PAIXÃO DE CRISTO, PAIXÃO DO MUNDO: MEMÓRIA E COMPROMISSO

A maioria da humanidade está vivendo um verdadeiro calvário!

Por Élio Gasda

As celebrações litúrgicas da Semana Santa acontecem de forma virtual, mais uma vez. No entanto, o distanciamento social e o recolhimento interior podem nos ajudar a despertar a sensibilidade dos cristãos para a via crucis destes tempos de pandemia global.

A paixão do mundo atualiza a Paixão de Cristo. A maioria da humanidade está vivendo um verdadeiro calvário! Uma Semana Santa marcada pela dor e desespero de milhares de pessoas. Jesus em seu caminho até Gólgota é acompanhado por muitos peregrinos solitários, sofridos e angustiados. Famílias destroçadas vivendo a dor, a perda, o luto. Como Maria, a mãe que acompanha o Filho agonizante. A esperança na vida nova parece uma utopia distante.

Continue Lendo

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Problemas, problemas e mais problemas, quem não tem muitos ou pelo menos alguns?

Por Maria Luiza Rodrigues

A humanidade lutou contra muitas adversidades para chegar até este presente momento e ainda continua com imensas batalhas, tentando compreender o mundo que nos cerca a fim de que possamos viver melhor. A existência humana é repleta de desafios e, por vencermos uma série deles, ainda estamos habitando o nosso planeta. Vencer esses desafios significa solucionar problemas. Então, eles fazem parte natural de nossa existência humana e resolvê-los é crucial.

Em alguns momentos da vida, tudo parece uma grande confusão, estamos cansados, tristes e deixamos os problemas acumularem-se por não sabermos o que fazer, por onde começar.

Continue Lendo

PARA PROFISSIONAIS, EMPREGO DO FUTURO VAI EXALTAR TRAÇOS HUMANOS

Imagem: Reprodução de O Globo

Por Eduardo Sodré

Representantes de diferentes áreas resgatam o passado, analisam o presente e vislumbram suas ocupações daqui a 30 anos

Convidados a fazer uma viagem pelo tempo, engenheiros, médicos, advogados, economistas e professores falaram sobre como eram suas profissões no início dos anos 1990, como estão hoje e o que se espera do futuro.

“O engenheiro deixará de ser essencialmente cartesiano para ter mais foco nas interações humanas, sendo menos lógico e mais biológico”, diz Rogério Caldas, que entrou no mercado em um momento de crise. “O início dos anos 1990 foi marcado por um longo período de recessão, com queda na atividade industrial.”

Mauro Zilbovicius, professor da USP e membro do conselho curador da Fundação Vanzolini, afirma que o processo de desindustrialização do país prejudicou a engenharia e fez profissionais migrarem para o setor financeiro. Hoje ele prepara seus alunos para uma carreira longeva.

Continue Lendo

MUNDO PERDEU 68% DOS ANIMAIS SELVAGENS EM MENOS DE 50 ANOS, APONTA WWF.

WWF rastreou mais de 4.000 espécies de vertebrados para o relatório.

Situação é mais alarmante em subregiões tropicais das Américas do Sul e Central, onde redução chega a 94%. Relatório mostra que diminuição da biodiversidade ameaça a segurança alimentar e pode levar a novas pandemias.

Por Deutsche Welle

O mundo perdeu mais de dois terços das populações de mamíferos, aves, anfíbios, répteis e peixes selvagens em menos de 50 anos, principalmente devido à atividade humana desenfreada, informou nesta quinta-feira (10/09) o Fundo Global para Natureza (WWF).

Os dados estão na 13ª edição do  relatórioÍndice Planeta Vivo, lançado pelo WWF em todo o mundo e que aponta que o desmatamento crescente e a expansão agrícola são os principais responsáveis ​​pela queda de 68% das populações desses animais entre 1970 e 2016.

Continue Lendo

A MORTE DE DEUS

A MORTE DE DEUS, SEGUNDO NIETZSCHE – E AGORA? COM VIVIANE MOSÉ
Deus está morto e nós o matamos, você e eu. Esta famosa frase de Nietzsche, mais do que uma declaração de ateísmo, é um diagnóstico da modernidade e traz impressionantes interpretações sobre o mundo em que vivemos. (do Blog Era da Idiocracia)

Continue Lendo