AMÉRICA LATINA E SEU 8 DE MARÇO

Mulheres formam cordão humano em protesto contra feminicídios no México.MONICA GONZALEZ / EL PAÍS

Mulheres protestam nas principais capitais da região contra os feminicídios e a desigualdade

Por Sonia Corona / El País

A luta pela igualdade entre mulheres e homens levará milhões de mulheres a protestar neste 8 de março nas principais cidades da América Latina. A mobilização de 2020 deve ser uma das mais massivas dos últimos anos na região, diante do agravamento das condições que deixaram historicamente em segundo plano a população feminina. México, Argentina e Chile lideram os protestos para exigir o fim da violência machista, a igualdade de oportunidades e o direito ao aborto. A situação política e social da América Latina nos últimos anos impulsionou a organização das mulheres para reivindicar seus direitos.

Continue Lendo

SÓ UM CANDIDATO REPRESENTA A CONTINUIDADE DA DEMOCRACIA. Por Janio de Freitas

Postado por Valentin Ferreira

Com a sensatez de poucos e a objetividade que lhe é peculiar, Janio de Freitas na Folha, aponta a direção que nos leva a manter a democracia no Brasil. Não podemos perder o patrimônio cidadão construído às duras penas nas últimas décadas.

Que a racionalidade se ocupe de afastar as mentiras e o ódio das mentes ludibriadas pelas ofertas de soluções fáceis para os complexos problemas que precisamos resolver para  recolocar esta grande Nação no lugar que lhe é reservado.

Leia o artigo

“Com o acelerado avanço de Fernando Haddad (PT) e a queda de Jair Bolsonaro (PSL) nos últimos dias, qualquer dos dois pode ser vitorioso neste domingo (28). Mas só um representa a continuidade da democracia. O outro propõe o Brasil sob um autoritarismo constituído por concepções e violências extintas com o fim da ditadura militar.

Continue Lendo

QUEM FOI MARTIN LUTHER KING? HÁ 50 ANOS ELE FOI ASSASSINADO.

Postado por Valentin Ferreira

Em 4 de abril de 1968, o mundo perdia um sonhador. Cinco décadas depois, as palavras do famoso ativista continuam a inspirar defensores da igualdade de direitos, sobretudo entre brancos e negros.

Por: Deutsche Welle

“Eu tenho um sonho.” Martin Luther King será sempre lembrado por seu famoso discurso e por seu grande sonho: negros e brancos vivendo em paz uns com os outros; liberdade e justiça sendo desfrutadas por todos os americanos; e seus quatro filhos vivendo em um país onde não são julgados pela cor da pele, mas sim por seu caráter.

Com tal ideal, King entrou para a história. Mais de 250 mil pessoas, incluindo brancos, acompanharam seu discurso durante a Marcha sobre Washington, em 23 de agosto de 1963. O objetivo de King era fortalecer os direitos dos negros e chamar atenção para os problemas cotidianos por eles enfrentados.

Com seu discurso e suas ideias, King inspirou as pessoas, estimulando-as a imaginar uma coexistência mais justa entre negros e brancos. Ele próprio vivenciou a segregação racial desde cedo. Nascido em 15 de janeiro de 1929, em Atlanta, na Geórgia, sob o nome de Michael … Continue Lendo