COMO UM PAÍS TÃO RICO PODE SER TÃO DESIGUAL?

Postado por Blog do Valentin
Seis brasileiros, todos homens brancos, concentram a mesma riqueza que metade da população

Por Jorge Abrahão / Folha

A desigualdade é a maior responsável pela falta de harmonia e desconforto social em um país. Nações pobres com baixa desigualdade são harmônicas, enquanto ricas desiguais são conflitivas. O bem-estar social, portanto, não é somente uma questão de acúmulo de riqueza, mas de distribuição da riqueza.

A desigualdade econômica no Brasil atingiu níveis extremos, apesar do país ser uma das dez maiores economias do mundo. Mesmo quando, nas últimas décadas, milhões de pessoas foram retiradas da pobreza (movimento que refluiu nos últimos anos), o Brasil continuou entre os mais desiguais do planeta.

Continue Lendo

IGUALDADE DE GÊNERO NO TRABALHO LEVARÁ MAIS DE 200 ANOS, DIZ ESTUDO

Postado por Valentin FerreiraNenhum país eliminou a diferença salarial e no mundo impera uma média de quase 51% na discrepância dos ordenados

Fórum Econômico Mundial alerta para declínio de participação feminina na política e acesso desigual à saúde e à educação. Brasil registra em 2018 retrocesso significativo.

A igualdade de gênero em locais de trabalho em todo o mundo levará séculos para ser alcançada, segundo um relatório do Fórum Econômico Mundial (FEM) divulgado nesta terça-feira (18/12). O texto alerta também para o declínio da participação feminina na política, além do acesso desigual à saúde e à educação.

O relatório estima que a lacuna global entre os gêneros em várias áreas não se fechará por mais 108 anos e que serão necessários mais de 200 anos para eliminar as diferenças no local de trabalho.

Continue Lendo

ISLÂNDIA CRIA LEI DE IGUALDADE SALARIAL ENTRE HOMENS E MULHERES

Postado por Valentin FerreiraWikicommons

Segundo relatório do Fórum Econômico Mundial, Islândia é país que mais possui igualdade de gênero no mundo

Com a nova lei, as empresas privadas e agências governamentais – que tenham mais de 25 funcionários – serão obrigadas a obter uma certificação especial do governo sobre as políticas de igualdade de remuneração. Caso contrário, elas poderão ser multadas.

“Os direitos iguais são os direitos humanos. O fosso salarial de gênero é, infelizmente, um fato no mercado de trabalho islandês e é hora de tomar medidas radicais, temos o conhecimento e os processos para eliminá-lo”, afirmou Thorsteinn Viglundsson, ministro da Igualdade e Assuntos Sociais da Islândia.

Uma das principais razões pela qual a ilha nórdica tem pressionado a implementação da lei, é que quase a metade de seus parlamentares são mulheres. O país pretende eliminar a desigualdade salarial até 2020.

Segundo o último relatório do Fórum Econômico Mundial, a Islândia é o país que mais possui igualdade de gênero, ao lado de Noruega, Suécia e Finlândia.

Fonte: Opera Mundi

Continue Lendo