MULHERES QUE AJUDARAM TIRADENTES VIRARAM NOTA DE RODAPÉ NA HISTÓRIA

Pintura retrata o alferes Tiradentes pouco antes de ser enforcado como punição pela participação na Conjuração Mineira de 1789 – Reprodução/Enciclopédia Ilustrada do Brasil

Hipólita Jacinta Teixeira de Melo e Inácia Gertrudes de Almeida desempenharam papéis importantes na Conjuração Mineira de 1789

Por Fernanda Canofre/Folha

Foi escrito por uma mulher o bilhete destinado a três líderes da Conjuração Mineira de 1789 que os avisou da prisão de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

“Dou-vos parte com certeza [de] que se acham presos, no Rio de Janeiro, Joaquim Silvério [dos Reis] e o alferes Tiradentes para que vos sirva, ou se ponham em cautela; e quem não é capaz para as coisas, não se meta nelas; e mais vale morrer com honra que viver com desonra.”

A autora dessas palavras, Hipólita Jacinta Teixeira de Melo, é a única mulher que se conhece hoje com papel ativo na inconfidência, mas virou uma nota de rodapé.

Continue Lendo

LIÇÕES DA INCONFIDÊNCIA

Por Iurutaí Puertas –


Tiradentes sendo preso no Rio de Janeiro – Foto: Reprodução de pintura de Antônio Parreiras (1914)

Hoje completam-se 225 anos da execução pública, por enforcamento – e posterior esquartejamento do corpo – do Alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. Para a maioria dos brasileiros só mais um feriadão, com os engarrafamentos de praxe noticiados pelas Tvs, e a oportunidade de sair da rotina de trabalho/estudo alienados e alienantes. Cabe, contudo, lembrarmo-nos das razões que levaram esta data ao status de Feriado Nacional.

Continue Lendo