“GERAÇÃO DIGITAL”: POR QUE, PELA 1ª VEZ, FILHOS TÊM QI INFERIOR AO DOS PAIS

Vários estudos têm mostrado que, quando o uso de televisão ou videogame aumenta, o QI diminui, afirma o neurocientista Michel Desmurget

Por Irene Hernández Velasco / BBC Mundo

A Fábrica de Cretinos Digitais. Este é o título do último livro do neurocientista francês Michel Desmurget, diretor de pesquisa do Instituto Nacional de Saúde da França, em que apresenta, com dados concretos e de forma conclusiva, como os dispositivos digitais estão afetando seriamente — e para o mal — o desenvolvimento neural de crianças e jovens.

“Simplesmente não há desculpa para o que estamos fazendo com nossos filhos e como estamos colocando em risco seu futuro e desenvolvimento”, alerta o especialista em entrevista à BBC News Mundo, o serviço de notícias em espanhol da BBC.

As evidências são palpáveis: já há um tempo que o testes de QI têm apontado que as novas gerações são menos inteligentes que anteriores.

Continue Lendo

O QUE É A INTELIGÊNCIA?

Postado por Blog do Valentin

Do Blog Razão  Inadequada.

A inteligência é um dos resultados da evolução, um de seus mais preciosos produtos. Isso significa que das mais divergentes linhas e direções que a vida segue, uma delas desemboca na inteligência. Desta maneira, só podemos concluir que ela é uma de suas ferramentas, é isso que veremos. Mas antes seria melhor comparar estas duas soluções que a natureza encontrou:

Em primeiro lugar temos o instinto, sendo este a capacidade de utilizar e construir instrumentos organizados. Do outro, a inteligência, como a faculdade de fabricar e empregar instrumentos inorganizados. Enquanto o primeiro se especializa em utilizar os próprios órgãos do corpo, como o bico para comer sementes, ou a teia para pegar insetos; o segundo se especializa em criar seus instrumentos, uma pedra lascada que servirá para caçar e abrir um animal, ou cortar madeira e construir uma canoa. O instinto faz um movimento convergente; a inteligência, divergente. Aquele se fecha, este, se abre.

Continue Lendo

PERDEMOS A CAPACIDADE DE PENSAR?

Postado por Blog do Valentin

Por Carolina Michelini / Pensar Contemporâneo

Santo Agostinho diria que sim. Nunca se teve tanta informação e tão acessível. Sabe-se tudo sobre tudo. Eu me pergunto: Será isso um novo tipo de inteligência? Ou a consagração da superficialidade?

Me parece que as informações vêm sendo replicadas de forma indiscriminada. Isto é, sem reflexão ou filtro, gerando uma dificuldade de interpretação e entendimento.

Talvez o conceito de pensar tenha sido sempre nebuloso, confundido, sobretudo, com a capacidade de armazenar informações. O fato de uma pessoa ser informada, não significa que ela pense, reflita e tenha discernimento. Ela é simplesmente informada. Pensar é outra coisa. Isso porque o ato de pensar é livre de julgamento e referências culturais ou morais. É um ato de verdadeira liberdade.

Continue Lendo

COISAS SUAS QUE DIZEM QUE VOCÊ É INTELIGENTE, SEGUNDO OS CIENTISTAS

Postado por Valentin Ferreira

Há algumas semanas repassamos tudo o que você deveria fazer antes das 8h da manhã, se fosse seguir as orientações da Internet. Uma infinidade de artigos propõe bons hábitos e conselhos que, ao se comparar uns com outros, acabam por incorrer em contradições impossíveis de serem cumpridas. Os estudos sobre aspectos do nosso caráter e comportamento que indicam se somos mais inteligentes que a média, ou que fazer determinado tipo de coisa desenvolve a nossa inteligência, são a mesma coisa. Muitos deles, ainda que não todos, estão relacionados curiosamente com hábitos que costumamos considerar um defeito ou algo politicamente incorreto.

Pesquisadores de universidades com nomes compridos têm analisado o assunto, e os meios de comunicação não duvidam em publicar suas conclusões, algumas vezes sendo muito reducionistas nas manchetes com respeito às pesquisas realizadas. Em cada título dessa lista de artigos se pode encontrar um link que afirma a relação entre inteligência e os atos com os quais se relaciona. Cada um pode julgar por si mesmo a validez dos métodos científicos empregados e a coincidência com os resultados anunciados.

Continue Lendo

A PRUDÊNCIA É A INTELIGENCIA DOS CORAJOSOS

Por: amenteemaravilhosa.com.br

A prudência é um valor que muitas vezes desprezamos ou ignoramos porque pensamos que é entediante. Então, fofocar ou tagarelar, como costuma-se dizer, tem a função de socializar com outras pessoas e inclusive de nos divertir quando não temos temas mais interessantes para conversar, mas não é o mais correto. Por outro lado, com frequência confundimos a coragem com o temor ignorando que a linha de prudência que os separa é muito importante.

O corajoso considera seus medos, o temeroso os despreza e não os calcula. Por isso o corajoso dificilmente se perde, por isso o temeroso costuma acabar como vítima da sua escassa percepção de risco.
Continue Lendo