NO VALE-TUDO DA INTERNET, CONHECIMENTO CIENTÍFICO E OPINIÃO PESSOAL VIROU A MESMA COISA

Por Drauzio Varella

Na internet, o senso comum ganhou o mesmo status da expertise técnica

Ativistas antivacina, terraplanistas, charlatães e defensores de teorias conspiratórias divulgam ideias estapafúrdias como se tivessem o nível de conhecimento de cientistas brilhantes

A ciência é uma ilha cercada de incompreensões por todos os lados. A um só tempo, ela contradiz o senso comum, o misticismo e o pensamento mágico, formas de interpretar o mundo adotadas pela maioria.
Nos países mais desenvolvidos, as crianças ouvem falar dos princípios que regem a ciência, já nos primeiros anos da vida escolar. Infelizmente, entre nós, os estudantes entram e saem das universidades sem noção de como deve ser articulado o pensamento científico.

Continue Lendo

DIÁRIO DA QUARENTENA

O segredo da felicidade está simplesmente em separar o essencial do supérfluo
Os confinamentos costumam ativar a criatividade do indivíduo (Inside Weather/ Unsplash)

Por Fernando Fabbrini /Dom Total

Na reclusão desses dias explodiram piadas nas redes sociais, gozações infames sobre comportamentos do brasileiro na quarentena. Os confinamentos costumam, sim, ativar a criatividade do indivíduo. E isso tem até uma base científica. Quem já experimentou um brainstorm bem conduzido em oficinas de criação sabe que certa dose de pressão, estresse e deadline urgente funcionam como esporas de um peão no nosso lombo. Rapidinho, novas ideias brotam, quase na marra.

Continue Lendo

AINDA É POSSÍVEL RESGATAR A INTERNET?

Postado por Blog do Valentin

Da anarquia à ditadura: corporações aproveitaram-se do “espírito livre” da rede para exercer seu poder econômico e impor “capitalismo de vigilância” e manipulação política. Diante do inferno, surge a ideia de regras democráticas

Por Paul Starr / Outras Palavras

Em apenas duas décadas, as tecnologias digitais e a internet passaram do sonho excitante de uma nova era revolucionária à encarnação do medo de um mundo que deu muito errado. A revolução digital agora ameaça minar valores que deveria ter feito avançar – liberdade pessoal, democracia, conhecimento confiável e mesmo livre competição. A tecnologia não fez isso para nós sozinha, nem que tropeçamos distraidamente em um universo distópico alternativo. O regime tecnológico atual surgiu de escolhas perigosas, por ignorar lições do passado e permitir que o poder privado agisse sem regulamentação.

Continue Lendo

MEMES: BRASILEIRO “DEBOCHA” DA PRÓPRIA DESGRAÇA

Postado por Blog do Valentin

Pesquisador da UFF que estuda a relação entre memes e política destaca o viés inclusivo dessa forma de comunicação. No cenário internacional, brasileiros se destacam por debochar da própria “desgraça”.

Do Deutsch Welle

Leia matéria completa: “Memes garantem acesso ao debate”

No best-seller O Gene Egoísta, publicado em 1976,  o biólogo Richard Dawkins apresentava ao grande público o termo “meme”, criado por ele para se referir à replicação de ideias por gerações, tal como acontecia com o material genético. É certo que o cientista britânico não fazia ideia do alcance que a expressão ganharia décadas depois.

A popularização dos memes de internet na era cibernética mudou por completo o debate político. No Brasil, onde as redes sociais são uma febre, especula-se que essas peças simples de comunicação tenham tido mais importância do que a propaganda na televisão nas últimas eleições.

Continue Lendo

NÃO SÃO PROFESSORES QUE ESTÃO DOUTRINANDO JOVENS. SÃO GURUS DE REDES SOCIAIS

Postado por Blog do Valentin

Muitos não conseguem enxergar este fenômeno: multidões de jovens idolatrando vigaristas arrogantes que fazem dinheiro a partir do tempo que os seguidores dedicam às suas ordens — seja consumindo conteúdos, seja xingando diariamente

Por Andre Azevedo da Fonseca / jornal Ggn

Queridos pais, os professores não estão transformando os seus filhos em massa de manobra para fins ideológicos. E também não estão instigando milhões de seguidores ao culto de suas personalidades. Não são eles que induzem os jovens ao vício em Internet para lucrar com o engajamento compulsivo em torno de seus conteúdos. Quem faz isso são os gurus e charlatões de redes sociais.

Professores mal são ouvidos. É uma luta para manter a disciplina! Pesquisas demonstram que cerca de 20% do tempo de aula é desperdiçado apenas para pedir silêncio. Com turmas lotadas, sempre além da capacidade adequada para a aprendizagem; e frequentemente lidando com problemas básicos de infraestrutura — como a falta de ventiladores nas salas — educadores enfrentam dificuldades diárias para despertar a atenção dos alunos, até mesmo para os conteúdos cobrados nas avaliações.

Continue Lendo

A ERA DO EXCESSO: ESTAMOS INTOXICADOS DE TANTA INFORMAÇÃO, COMIDA E FALATÓRIO INÚTIL

Postado por Blog do Valentin

Por Luis Pellegrini

Já parou para pensar na quantidade de informações que jornais, revistas, televisão e bilhões de sites na internet despejam diariamente sobre nossas frágeis estruturas cerebrais? Na miríade de ofertas gastronômicas feitas para inchar nossos estômagos e esvaziar nossos bolsos? Na enorme quantidade de energia vital que desperdiçamos falando e ouvindo tanto palavrório inútil? Sem falar nos carros que entopem as ruas, os remédios e roupas nos armários, o blá-blá-blá inconsistente dos políticos? Tudo que é demais intoxica. E, na verdade, estamos intoxicados.

Continue Lendo