MORTES NO FRIO: TOLERAMOS VIDAS POBRES, DESDE QUE NÃO FAÇAM BARULHO AO SAIR

Postado por Valentin Ferreira

Tendo em vista as baixas temperaturas ostentadas pelos termômetros em boa parte do país, é bem provável que alguém amanheça sem vida, nas ruas de alguma cidade, nesta quarta.

A hipotermia terá sido mera consequência uma vez que não se morre de frio, mas de falta de políticas públicas ou de especulação imobiliária.

Quem tenta mudar esse cenário, acaba também ameaçado de morte, como vem ocorrendo com o padre Júlio Lancelotti, da Pastoral do Povo de Rua.

Da mesma forma, não se morre por ”desastres naturais”, como as chuvas ou as secas que castigam outras partes do país. Às mortes por falta ou excesso de água deveríamos dar o nome de ”desastres políticos e administrativos” – pois já há tecnologia e protocolos para prever, reduzir e evitar o sofrimento.

Mas por irresponsabilidade e incompetência de gestores, pessoas são levadas pela correnteza ou soterradas em deslizamentos.

Continue Lendo

DOENÇAS DE INVERNO: CUIDADOS SIMPLES SÃO FUNDAMENTAIS PARA EVITAR EPIDEMIA

Postado por Valentin Ferreira /do Domtotal.com.br

Alergias, resfriados e infecções respiratórias, como pneumonia, bronquite e rinite, são as doenças mais comuns no inverno.

É possível diminuir as chances de ser acometido por um destes problemas com simples cuidados.

Alergias, resfriados e infecções respiratórias, como pneumonia, bronquite e rinite, são as doenças mais comuns no inverno. (Divulgação)

Alergias, resfriados e infecções respiratórias, como pneumonia, bronquite e rinite, são as doenças mais comuns no inverno. Segundo a clínica-geral do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Ligia Brito, o motivo desse aumento é a queda nas temperaturas, aliado à baixa umidade do ar. No entanto, é possível diminuir as chances de ser acometido por um destes problemas com simples cuidados.

“É fundamental a hidratação do corpo e das mucosas nasais com soro fisiológico e a limpeza das mãos com álcool gel, água e sabão depois de tossir ou espirrar, após usar o banheiro, antes de comer e de tocar os olhos, boca e nariz”, alerta a especialista

Continue Lendo

A CIDADE MAIS FRIA DO MUNDO: OYMYAKON, A VIDA A 50 GRAUS NEGATIVOS

Por Valentin Ferreira / do El Paíscidade mais fria do mundoRuslan, 35 anos, carrega blocos de gelo em um caminhão na periferia de Yakutsk, no vale de Oymyakon.MAXIM SHEMETOV CORDON PRESS

As crianças não têm aula quando o termômetro cai a -54 ºC; os carros têm garagens aquecidas…

Enquanto muitos brasileiros derretem com as altas temperaturas do verão tropical —na última semana de dezembro, os termômetros do Rio de Janeiro bateram 42,3 ºC —, e os espanhóis congelam com a onda de frio que percorre nesses dias a Europa, há outros locais do mundo que se gabam de ter o gélido título de ser o lugar habitado mais frio do mundo. Nessa classificação Oymyakon, uma remota cidadezinha de 920 habitantes no leste da Sibéria, ficou em primeiro lugar e exibe para isso sua temperatura habitual de -50 °C no inverno. Os responsáveis pelo site oficial de turismo, oymyakon.ru, contaram como é viver em um lugar onde o frio congela as lágrimas, a barba, os cílios e tudo que não estiver coberto.

Continue Lendo