O FOTÓGRAFO CEGO DO PIAUÍ QUE LUTA PARA COBRIR PARALIMPÍADAS DE TÓQUIO

João Maia chamou atenção por ser um fotógrafo cego fazendo a cobertura dos Jogos
Paralímpicos no Rio de Janeiro, em 2016

Por Ana Paula Ramos / BBC News Brasil

O piauiense João Maia, de 46 anos, não consegue enxergar, mas isto não impede que exerça a profissão de fotógrafo. Sem o apoio da visão, João conta com seus outros sentidos para fazer os cliques: a audição, o tato, o olfato e o mais importante deles: o coração.

Nascido em Bom Jesus no Piauí e residente em São Paulo desde a adolescência, João ficou cego aos 29 anos por causa de uma uveíte bilateral — doença inflamatória na úvea, que é a camada do olho que abrange a íris, o corpo ciliar e a coroide.

Depois do processo de reabilitação que durou um ano e uma passagem de sete anos pelo esporte paralímpico no atletismo, João decidiu se dedicar totalmente a sua paixão: a fotografia.

Continue Lendo