DA VILA PARA O MUNDO: É MARTINHO !

Postado por Valentin Ferreira

“Sonhar é sempre bom. Quem não sonha não realiza. Quem sonha baixo realiza baixo. Não tenho grandes sonhos, porque sempre trabalhei com oportunidade. Não fico sonhando mil coisas ao mesmo tempo. Estou aqui vivendo, fazendo minhas coisas, tranquilo, navegando neste mundo complicado, neste Brasil difícil. Uma pessoa com 80 anos, atualmente, ainda está jovem. Tenho lenha para queimar. Não posso ficar pensando em quanto tempo ainda tenho. Antigamente as pessoas queriam envelhecer para fazer algo. Isso mudou, a ciência evoluiu. O tempo está a meu favor.”

Leia a entrevista compelta  de Martinho da Vila aqui, no Le Monde Diplomatique

Continue Lendo

A SOLIDARIEDADE ENTRE NÓS

Postado por Valentin Ferreira / do Le Monde Diplomatique Brasil
claudius 123

Crédito da Imagem: Claudius

Uma imprensa livre, independente, crítica, que traga elementos novos para ajudar você a formar sua opinião, precisa contar com o apoio dos cidadãos para sobreviver e oferecer ao público leituras plurais da realidade atual, abertura para a discussão de temas controversos, debate público e democrático sobre problemas, demandas sociais e políticas públicas, e os caminhos que o Brasil deve tomar.

Por: Silvio Caccia Bava

Você, leitora e leitor, que já não aguenta mais o pensamento único que impera nos grandes jornais diários, nas revistas semanais de notícias e nas emissoras de rádio e televisão, todos alinhados na defesa dos interesses do mercado; que já não confia mais nas notícias que vêm pela internet, muitas delas fakes; que se vê obrigado a selecionar as fontes de informação para ficar a par dos acontecimentos e evitar ser manipulado: este editorial é para você.

Continue Lendo

VEM AÍ UM NOVO GOLPE ?

Postado por Valentin Ferreira / do Le Monde Diplomatique claudius-122-2018 VEM AI

                                                                                  Crédito da Imagem: Claudius

O fato de Lula liderar as intenções de voto para 2018 cria um impasse para os donos do dinheiro que afastaram o PT do governo. Eles não deram um golpe para assistir, pouco mais de dois anos depois, à vitória de Lula e à volta do PT. Assim, abre-se um novo leque de possibilidades.

Por: Silvio Caccia Bava

Continue Lendo