A QUARTA IDADE: A NOVA VELHICE

Postado por Blog do Valentin

Nas últimas décadas, a expectativa de vida aumentou de forma considerável, e este fato está mudando o conceito de velhice. É por isso que estamos dando as boas-vindas à quarta idade, a última fase da vida, que se caracteriza por mudanças em todos os âmbitos.

A imagem social do idoso como aquele indivíduo isolado, que goza da tranquilidade e de um repouso muito merecido em sua casa, observando seu jardim, jogando bocha ou petanca na praça aos 60 anos, está mudando vertiginosamente. Hoje, já podemos falar sobre a quarta idade.

A população com mais de 85 anos aumentou 231% nas três últimas décadas. A longevidade cresce e o percentual de nascimentos cai: esta relação inversamente proporcional mostra que estamos vivendo um período que nos obriga a fazer modificações nas estruturas sociais e familiares.

O céu pode esperar

Continue Lendo

PREVIDÊNCIA: A FALÁCIA DO ENVELHECIMENTO PERVERSO

Postado por Blog do Valentin

Nossa população está sim vivendo mais, mas isso não é uma “bomba-relógio demográfica”: a relação entre idosos, crianças e adultos é saudável. Em meio a mentiras, governo esconde o verdadeiro problema: o desemprego e um modelo econômico rudimentar

Por David Deccache / Outras Palavras

Muitos economistas se dizem preocupados com a questão demográfica no Brasil. O argumento é simples: no futuro, teremos menos trabalhadores em proporção ao número de idosos. Com mais idosos em relação ao total da população, uma maior parcela da riqueza produzida será redistribuída via previdência social. Se teremos mais idosos na população, logo gastaremos mais com os idosos. O desafio imposto pelo envelhecimento da população então seria o seguinte: teríamos menos trabalhadores em idade ativa para a produção de riqueza ao passo que teremos mais idosos que irão receber esse excedente sem, obviamente, participarem da produção do excedente. De forma simples, haverá menos pessoas trabalhando para produzir o excedente que será destinado para um número cada vez maior de aposentados.

Continue Lendo

AOS 105, LÚCIDA E AINDA TRABALHANDO, TIA CIDA DÁ A RECEITA DE UMA VIDA FELIZ

Postado por Blog do Valentin Apparecida Oliveira dos Santos, 105, que organiza excursões turísticas para a terceira idade – foto Jorge Araujo/Folhapress

A receita de Apparecida (ela faz questão dos dois “pe”) de Oliveira Santos, 105 anos, completados em agosto, é bem simples: só fazer o que gosta, comer o que tem vontade, conviver em paz com as pessoas e nunca deixar de sorrir, nem quando morre alguém da família —e muitos já se foram.

Seu segredo é o mesmo do célebre cardiologista Adib Jatene, que entrevistei anos atrás no programa Roda Viva, da TV Cultura.

Quando lhe perguntei se não tinha medo de morrer do coração de tanto trabalhar (ele era ministro da Saúde e continuava fazendo cirurgias e atendendo pacientes em seu consultório), Jatene me deu uma lição de vida, parecida com a de tia Cida, que nunca esqueci: “Trabalhar não mata ninguém. O que mata é a raiva. É você não poder fazer o que gosta e ser obrigado a fazer o que não gosta”.

Da Folha SP – Leia mais AQUI

 

Continue Lendo

O VÔO DA ÁGUIA

Postado por Valentin Ferreira

A águia é a ave que possui a maior longevidade da espécie. Chega a viver 70 anos. Mas, para chegar a essa idade, aos 40 anos ela tem que tomar uma séria e difícil decisão.

Aos 40 anos ela está com as unhas compridas e flexíveis, não consegue mais agarrar as presas das quais se alimenta. O bico alongado e pontiagudo se curva. Apontando contra o peito estão as asas, envelhecidas e pesadas em função da grossura das penas, e voar já é tão difícil! Então, a águia só tem duas alternativas: Morrer… ou enfrentar um dolorido processo de renovação que irá durar 50 dias.

Continue Lendo

CAFÉ PODE AUMENTAR LONGEVIDADE

Por Valentin Ferreira / do Deutsche WelleXícara de café

Café contém cerca de mil compostos químicos, incluindo antioxidantes

Pesquisas sugerem que consumo da bebida diminui risco de morrer por causa de doenças circulatórias e gastrointestinais, entre outros males. Benefício pode ser ainda maior para quem bebe de duas a três xícaras por dia.

Cerca de 2,25 bilhões de xícaras de café são consumidas todo dia. Muitas vezes apontada como inimiga da saúde, a bebida pode, na verdade, prolongar a vida. Quem bebe café corre menos risco de morrer, especialmente em decorrência de doenças circulatórias e gastrointestinais, sugerem dois estudos publicados nesta segunda-feira (10/07).

Continue Lendo