AS MARIELLES SALVARAM 2020

Por Moisés Mendes

O avanço do fascismo e do negacionismo, patrocinado pelo próprio governo, teve a resposta da bravura das mulheres, na linha de frente do salvamento de vidas na pandemia e na conquista de espaços na política.

Nunca foram eleitas tantas vereadoras e tantas prefeitas, mesmo que menos do que chegaram a prever.

É o tema do meu texto no jornal Extra Classe, com link abaixo.

https://www.extraclasse.org.br/opiniao/2020/12/as-marielles-salvaram-2020/

Continue Lendo

GLOBO RECUARÁ FRENTE A AMEAÇA DE BOLSONARO?

Postado por blog do Valentin

Por Altamiro Borges

O clima de radicalização se acirra rapidamente no Brasil. A guerra entre o fascista Jair Bolsonaro e o império global – dois protagonistas do caos político instalado no país – parece atingir o seu cume. A revelação feita pelo Jornal Nacional desta terça-feira (29) – de que um dos acusados pelo assassinato da vereadora Marielle Santos (Psol-RJ) e do motorista Anderson Gomes esteve no condomínio Vivendas da Barra no dia da execução a procura do “capetão” – pode deflagrar uma crise institucional sem retorno.

Continue Lendo

CONTAR A HISTÓRIA QUE A HISTÓRIA NÃO CONTA É UMA FORMA DE GARANTIR DIREITOS HUMANOS.

Postado por Blog do Valentin

Por Nelson Camatta Moreira e Raoni Gomes /Empório do Direito

O inclassificável pensador alemão Walter Benjamin defendeu em sua inacabada obra Passagens que o contar da história se daria por meio de constelações formadas por imagens do ontem projetadas no hoje. Já nas teses sobre o conceito de história, Benjamin se dedicou a reforçar a necessidade da história ser contada através dos detritos, do que ficou pelo caminho: ser contada sob a perspectiva dos vencidos, dos que não foram ouvidos, como fez a Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira neste carnaval.

Theodor Adorno, um dos próceres da Escola de Frankfurt, após assistir à ópera Ascenção e queda da cidade de Mahoganny de Berthold Brecht, que liricamente narrava as consequências do crash da bolsa de NY em 1929, sustentou que a arte não devia ficar escondida, senão servir ao enfrentamento das nefastas consequências do capitalismo. Leonardo Vieira, carnavalesco da campeã do carnaval com a Estação Primeira de Mangueira, nos proporcionou, por meio da sua arte, sensação semelhante ao nos convidar a conhecer o “país que não está no retrato”, já que abriu nossos olhos para o presente, plantando a dúvida se a história … Continue Lendo

ASSASSINATO DE MARIELLE FRANCO, VEREADORA DO PSOL, ESTÁ HÁ 6 MESES SEM SOLUÇÃO

Postado por Valentin Ferreira

O assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL), 38 anos, e do motorista Anderson Pedro Gomes, 39 anos, completa hoje (14) seis meses. A dupla execução ainda aguarda solução. As autoridades federais afirmam que até o fim deste ano as respostas virão.

Nos últimos meses, a Câmara Municipal do Rio aprovou vários projetos de autoria da vereadora, conhecida pela militância em defesa das minorias e direitos humanos. Em agosto, Marinete Alves, mãe de Marielle, esteve com o papa Francisco. Ela disse ter falado sobre a filha para o papa que afirmou que gostaria de tê-la conhecido.

Continue Lendo

EFEITO MARIELLE: MULHERES NEGRAS ENTRAM NA POLÍTICA

Postado por Valentin Ferreira

Assassinato de Marielle Franco despertou em mulheres jovens, negras e periféricas o desejo de ir à luta e manter o legado da vereadora através de candidaturas

O assassinato da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL) chocou o Brasil pela brutalidade do crime e por ter representado um ataque direto a muitos símbolos: mulher, negra, lésbica e favelada. Mais do que uma pessoa, as balas feriram grupos e ideais. Um amigo de longa data dela, o geógrafo Lourenço Cezar, chegou a dizer à Ponte que a pessoa que disparou contra ela deveria ter conhecimentos de ciências sociais, já que, com os tiros, conseguiu atingir inúmeras pessoas de uma única vez.

A vereadora e o motorista Anderson Gomes foram assassinados na noite do dia 14 de março deste ano, logo depois que ela saiu de um evento em que discutia negritude, representatividade e feminismo. 

Continue Lendo

ANISTIA INTERNACIONAL: “A SOCIEDADE PRECISA SABER QUEM MATOU MARIELLE E POR QUÊ”

Postado por Valentin Ferreira

Organização exige “investigação imediata, completa, imparcial e independente que não apenas identifique os atiradores, mas também os autores intelectuais do crime”

Da Rede Brasil Atual

São Paulo – A Anistia Internacional cobra as autoridades brasileiras pela resolução dos assassinatos da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ) e do motorista Anderson Gomes, que neste sábado (14) completam um mês, sem qualquer avanço significativo no esclarecimento do crime. “A sociedade precisa saber quem matou Marielle e por quê”, diz a diretora-executiva da organização no Brasil, Jurema Werneck, que acrescenta que a falta de resposta das autoridades aumenta o risco e as ameaças aos defensores de direitos humanos.

Em nota, a Anistia internacional exige “investigação imediata, completa, imparcial e independente que não apenas identifique os atiradores, mas também os autores intelectuais do crime”.

Neste sábado, ativistas, militantes e apoiadores realizam, em pelo menos 80 cidades de oito países, o Amanhecer por Marielle e Anderson, que além de homenagear as vítimas, também cobra punição aos envolvidos no crime.

Continue Lendo