COVID-19: PREOCUPE-SE MENOS COM SUPERFÍCIES E BUSQUE MÁSCARAS MELHORES E VENTILAÇÃO

Uso de máscaras eficazes contra a covid-19 tem um papel extremamente importante no enfrentamento da pandemia

Limpar compras e superfícies não é tão importante contra a covid-19, que se transmite principalmente por gotículas de saliva, que podem ser bloqueadas por máscaras

 Um ano depois do início da pandemia de covid-19, orientações de saúde gerais ainda se concentram muito em limpeza e desinfecção de superfícies. No entanto, pesquisadores do mundo todo consideram que essas medidas são menos importantes para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, que se transmite majoritariamente por gotículas de saliva e aerossol emitidos pela pessoa contaminada, ao falar, tossir ou espirrar. Especialistas em saúde defendem que a proteção efetiva contra a covid-19 se dá por medidas como o uso de máscaras adequadas e bem ajustadas, manter os ambientes ventilados e preservar o distanciamento das outras pessoas, além de evitar aglomerações.

Continue Lendo

COMPORTAMENTO: É PRECISO SABER POR QUE AS PESSOAS NÃO SE PROTEGEM

Crédito da Imagem: UOL

Não basta reclamar, é preciso entender por que as pessoas não se protegem

Por Esper Kallás* / Médico Infectologista

O que faz alguém aderir ao fumo, mesmo sabendo que poderá ter câncer? Por que negligenciar o uso de preservativos, se existe a ameaça de doenças como a sífilis e a Aids? Diante de tantas notícias sobre a pandemia, como deixar de se preocupar em contrair a Covid-19?

Notícias e estudos alertam para os riscos do relaxamento de medidas de proteção contra o novo coronavírus: abandono ou uso inadequado de máscaras, aglomerações, desrespeito às recomendações de distanciamento social ou, ainda, retomada de atividades que expõem pessoas ao risco de infecção, especialmente aqueles que podem desenvolver a forma mais grave da doença, como idosos ou pacientes com doenças crônicas.

interferência na percepção de risco ocorre em três níveis. O primeiro, e mais importante, é resultado de ação externa sobre a percepção individual. Políticas públicas, com normas de conduta, regras eventualmente sujeitas à punição em caso de descumprimento, como multas para quem não usa cinto de segurança, ou a obrigatoriedade do uso de máscaras em transporte público, são alguns exemplos de interferência externa.

Da mesma … Continue Lendo

MULTA DE R$ 500,00 PARA QUEM NÃO USAR MÁSCARA, A PARTIR DE 1 JULHO.

Imagem:R-7 / Google

Por Agência Brasil

O governo de São Paulo vai multar, a partir do dia 1º de julho, qualquer pessoa que estiver circulando nas ruas ou ambientes públicos sem o uso de máscara de proteção. A multa estabelecida é de R$ 500.

Também serão multados os estabelecimentos comerciais que permitirem a entrada de pessoas sem máscara. A multa, nesse caso, será de R$ 5 mil por pessoa que estiver no estabelecimento sem a proteção. 

Continue Lendo

MÁSCARA CASEIRA DEVE TER TRÊS CAMADAS DE DIFERENTES MATERIAIS, RECOMENDA OMS

As máscaras devem ter: uma camada externa, com material resistente à água; uma camada mais interna, que absorva a água; e uma intermediária, para agir como um filtro (Pixabay)

No site da entidade, há um vídeo com mais explicações sobre o assunto

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou nesta sexta-feira (5) diretrizes atualizadas para o uso de máscaras não médicas, que podem ser feitas em casa, segundo a própria entidade. “Baseando-se em nova pesquisa, a OMS recomenda que as máscaras fabricadas devem consistir de ao menos três camadas, de diferente material”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, durante entrevista coletiva.

Continue Lendo