“JUSTIÇA” CUSTOMIZADA PARA OS RICOS

Por Valentin Ferreira

Treze executivos de empreiteiras deram chapéu nos cofres públicos, ao formarem um cartel para as obras da linha 5 do metrô de São Paulo e embolsaram apenas 232 milhões de reais – R$ 232.000.000,00- em moeda verde-amarela.

Pena imposta: A maioria, 11 deles, terão como pena “prestação de serviços comunitários”. É mole? Êta serviço comunitário caro!

Se um pé-de-chinelo rouba uma galinha, pode ficar trancafiado sabe-se por quanto tempo. Esses humanos especiais desse tal de  cartel terão como condenação a tal de prestação de serviços à comunidade, que, por certo,  não lhes tirarão um centavo dos bolsos.

Nada como uma justiça customizada. Claro, para os que podem.

Leia mais na matéria de Mario Cesar Carvalho na Folha

 

Continue Lendo