O QUE FAZER?

Kennedy Alencar@KennedyAlencar

Precisa desenhar? Não é evidente que a permanência de Bolsonaro no poder inviabiliza o enfrentamento da covid-19? O país não tem Ministério da Saúde. Brasil está sem governo em meio ao maior problema sanitário do planeta em 100 anos. Mais brasileiros vão morrer. Fora, Bolsonaro!

Pedro Henrique Neschling@pedroneschling

Elegeram um dos piores seres-humanos nascidos no Brasil para Presidente da República. Um sujeito asqueroso, do tipo mais deplorável. Um monstro.
Queriam o quê? A consequência é bem óbvia. Estamos vivendo o caos. E não para de piorar.
Bolsonaro PRECISA ser impedido.

Continue Lendo

OS OLHARES QUE DIZEM TUDO

Ignorando o que está acontecendo, o Vice Mourão e a Esposa Michelle, miram o vazio.(foto Marcelo C.Jr)
O novo ministro diz que a prioridade é a vida. Já o presidente…

Na posse, Nelson Teich diz que foco será nas pessoas e Bolsonaro pede comércio aberto

O recém-empossado ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou nesta sexta-feira (17) que o foco de atuação da pasta serão as pessoas. Teich disse que os mais pobres serão os principais atingidos pela pandemia e destacou que assumir o comando da Saúde é o “maior desafio” de sua carreira profissional. Já o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender abertura do comércio e fronteiras. (D.Total)

Continue Lendo

O VENENO NOSSO DE CADA DIA

Postado por Blog do Valentin

Por Felipe Carreras / Correio Brasiliense

Diz o ditado popular que a diferença entre o remédio e o veneno é a dose. Porém, no Brasil, quando o assunto é agrotóxico, estamos assistindo ao quanto mais “melhor”. Neste ano, foram liberados 262 novos produtos dessa natureza, a maior liberação da história. É mais de um por dia. Antes de continuar, quero dizer que não sou contra a utilização correta, moderada, estudada e bem-intencionada desses remédios. O problema é que não é o que parece acontecer no Brasil.

É inadmissível assistirmos aos bebês da cidade de Limoeiro do Norte, no Ceará, apresentando puberdade precoce devido à ação dos agrotóxicos, como indicou a pesquisa da Universidade Federal do Ceará e está sendo investigado pelo Ministério Público estadual. É inaceitável o Brasil dobrar os casos de intoxicação por defensivos de 7.001, em 2009, para 14.664, em 2018, com a Organização Mundial da Saúde afirmando que esse número pode ser 50 vezes maior, como publicou a imprensa. Entre 2007 e 2015, segundo números do Ministério da Saúde, divulgados também por sites de notícia, foram cerca de 84 mil intoxicados.

Continue Lendo

BRASIL: 17 MIL CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA POPULAÇÃO DE RUA EM 3 ANOS

Postado por Blog do Valentin

Por Leonardo Sakamoto em seu Blog

Ministério da Saúde registrou 17.386 casos de violência em que a motivação principal foi a condição de situação de rua da vítima entre 2015 e 2017. Negros e pardos (54,8% do total), jovens entre 15 e 24 anos (38,1%) e heterossexuais (65,2%) são os principais grupos atingidos. Apesar das mulheres serem minoria nas ruas, segundo censos e levantamentos junto a esse público, elas representam 50,8% das vítimas.

A principal violência sofrida é a física, que foi relatada por 92,9% dos casos notificados, enquanto a psicológica e moral atingiu 23,2% dos casos, a sexual, 3,9%, e a tortura, 3,8% – lembrando que mais de um abuso pode ter acontecido simultaneamente. A maior parte dos autores da violência é desconhecida (37%), seguida de amigos ou conhecidos (33,7%), familiares (6,1%) e o atual parceiro (5,4%).

Continue Lendo

“MAIS MÉDICOS”: QUEM VAI AO CAFUNDÓ DO JUDAS?

Postado por Valentin Ferreira

“Primeiros médicos inscritos para substituir cubanos querem atuar em capitais” relata a jornalista Mônica Bergamo em sua coluna na Folha.

Dos dez primeiros médicos brasileiros que se inscreveram nesta quarta-feira (21) para as 8.517 vagas deixadas pelos cubanos, cinco deles escolheram atuar em capitais e municípios de regiões metropolitanas. (grifo do blog)

Apenas um município escolhido é considerado de extrema pobreza. Outro está em área vulnerável e um terceiro em uma cidade com até 50 mil habitantes.

Leia Mais Aqui

Continue Lendo