“SE FOSSE POR BOLSONARO, BRASIL JÁ TERIA 1 MILHÃO DE MORTOS”

Governador do Maranhão e articulador de frente de centro-esquerda, Flávio Dino afirma que, sem estados, STF e Congresso, tragédia seria maior. Presidente tem ódio de governadores por por rechaçar controle de seu poder, diz

Do Detsche Welle/ Via D.Total

Com um papel de destaque nas articulações da centro-esquerda para tentar derrotar Jair Bolsonaro em 2022, Flávio Dino (PCdoB), ex-juiz federal e em seu segundo mandato como governador do Maranhão, afirma que o presidente Jair Bolsonaro tem “repulsa aos governadores” e ao federalismo porque eles são uma das formas de contenção de seu poder.

Ataques aos gestores estaduais vêm se intensificando. A DW Brasil coletou relatos de várias assessorias de comunicação de governadores sobre ameaças físicas promovidas por grupos alinhados ao bolsonarismo.

Continue Lendo

CARCARÁ

‘Carcará lá no Sertão é um bicho que avoa que nem avião. É um pássaro malvado,
tem o bico volteado que nem gavião’
– iMAGEM REPRODUÇÃO

Por Eleonora Santa Rosa*

O Brasil abaixo de todos!

O Brasil pária do mundo!

O Brasil à mercê de doidos varridos!

O Brasil devolvendo seus filhos para o fundo da terra!

O Brasil enterrando de norte a sul!

O Brasil recordista em mortes diárias!

O Brasil “encovidado” até a alma!

O Brasil sequestrado de seu futuro!

Continue Lendo

BRASIL MERGULHADO NA BARBÁRIE

Parentes de Benedito Rodrigues da Silva, 83, que morreu de covid-19 em São Paulo, em seu enterro no cemitério Vila Formosa.CARLA CARNIEL / REUTERS

Por Juan Arias

O Brasil começa a ser um campo onde parece ter se instalado um regime bárbaro com atos de terrorismo perpetrados contra aqueles que defendem as medidas de lockdown contra a pandemia que ameaça afundar o país na maior crise de saúde de sua história. Dois atos de terror e violência levados a cabo nos últimos dias contra dois jornalistas por fanáticos de Jair Bolsonaro levantaram o alarme de que os seguidores do presidente, que os qualifica de “meu exército”, estão dispostos a incendiar o país para impedir as medidas restritivas exigidas pela ciência e pela medicina como única arma junto com a vacina para tentar deter o rastro de mortes cada dia maior que horroriza o país. Nesta quinta-feira, o presidente deu mais um incentivo a eles: em nova transmissão ao vivo, disse ter acionado o Supremo Tribunal Federal contra as medidas para conter a circulação.

Continue Lendo