VOCÊ É NEGACIONISTA?

Por Luciana Rathsam*/Unicamp

Negacionismo na pandemia: a virulência da ignorância

Durante a pandemia do Covid-19, o negacionismo no Brasil tomou proporções alarmantes, manifestando-se na negação ou minimização da gravidade da doença, no boicote às medidas preventivas, na subnotificação dos dados epidemiológicos, na omissão de traçar estratégias nacionais de saúde, no incentivo a tratamentos terapêuticos sem validação científica e na tentativa de descredibilizar a vacina, entre outros exemplos. O negacionismo acentua incertezas, influencia na adesão da população aos protocolos de prevenção, compromete a resposta do país à pandemia e ameaça a democracia.

Continue Lendo

ALEXANDRE GARCIA: EXEMPLO DE IRRESPONSABILIDADE PARA A DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA

Foto: YouTube/Reprodução

Por: Alexandre Freita Campos/ Observatório da Imprensa

Muito já se falou sobre o papel do jornalismo científico e dos jornalistas para a difusão de informação precisa e de qualidade, principalmente desde o ano passado, quando o enfrentamento à pandemia reforçou a discussão sobre a importância da divulgação científica. Dependendo da gravidade da situação, informações equivocadas ou mentirosas podem até matar, e, lamentavelmente, alguns profissionais do jornalismo parecem não se dar conta da responsabilidade que possuem e, em vez de combaterem as notícias falsas, são eles próprios quem as disseminam.

Mas será que agem assim somente por desconhecimento? O vídeo publicado pelo jornalista Alexandre Garcia em dezembro do ano passado já vale como um bom case do que não se deve fazer em se tratando de divulgação científica [1]. Um case de irresponsabilidade, um mau exemplo, não só pelo conteúdo do vídeo, mas pelo contexto.

Continue Lendo

ELES INCOMODAM O NEGACIONISMO

Por Moises Mendes

Depois de passada a pandemia, quando o coronavírus não for mais assunto diário, a bióloga Natalia Pasternak e o farmacêutico Gustavo Mendes devem continuar aparecendo com frequência na TV.

Para comentar o quê? Que comentem qualquer coisa, mas que permaneçam inspirando confiança na ciência, como fazem nesses dias de trevas da pandemia.

Mendes é o gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa. Uma figura que, antes mesmo da leitura do relatório técnico sobre as vacinas liberadas para uso emergencial, já mostrava que é um cara ponderado e seguro.

E Natalia Pasternak, já consagrada como cientista que busca a comunicação com o público, é pesquisadora visitante da USP, professora da FGV e presidente do Instituto Questão de Ciência.

Continue Lendo

O APRESENTADOR BOLSONARISTA QUE DESDENHAVA DA PANDEMIA E MORREU POR COVID-19

Stanley Gusman, apresentador da TV Alterosa, é mais uma das vítimas do
coronavírusDIVULGAÇÃO

Em seu programa na afiliada do SBT em Minas Gerais, Stanley Gusman fazia campanha contra medidas de isolamento social e o prefeito de Belo Horizonte

Do El Pais

“Vem comigo, Minas Gerais!”. Com esse bordão, Stanley Gusman abria seu programa diário na hora do almoço, um dos carros-chefe de audiência da TV Alterosa, afiliada do SBT no Estado. Ao longo de 2020, o apresentador se destacou não apenas por conduzir a atração sensacionalista e policialesca, mas por se posicionar abertamente contra as medidas de isolamento social impostas durante a pandemia. Na noite do último domingo, aos 49 anos, ele morreu por complicações da covid-19, menos de um mês depois de fazer um desabafo crítico ao prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que recomendou à população da cidade que evitasse reuniões familiares no Natal.

Continue Lendo