ELITE BRASILEIRA COSTUMA ACHAR QUE É DEMOCRATA, MAS NÃO GOSTA DE POVO

Postado por Blog do Valentin

O silêncio das pesquisas de opinião esconde o verdadeiro Brasil sob o disfarce bolsonarista

Por Marcos Coimbra 

Alguém se lembra de quantas pesquisas nacionais de opinião foram publicadas em outubro? E nos últimos três meses? E do início do ano para cá?

Com alguma boa vontade, chegamos a um número próximo a dez pesquisas tecnicamente defensáveis desde janeiro, léguas abaixo do padrão internacional e aquém daquilo que o tamanho e a complexidade do País justificariam.

Nos Estados Unidos, apenas em outubro, foram publicadas 85 pesquisas de âmbito nacional a respeito de Donald Trump. Se excluirmos os resultados de tracking polls, restam 41 pesquisas convencionais, como aquelas que fazemos no Brasil. Os principais veículos de comunicação encomendaram oito, em uma média de duas por semana. Sete universidades promoveram as suas, assim como fundações privadas e consultorias. Empresas tradicionais de pesquisa realizaram várias.

Continue Lendo

METEM A MÃO NA OPINIÃO PÚBLICA

Postado por Valentin Ferreira                                                                               Imagem: Wilson Dias/Agência Brasil

Por Marcos Coimbra /Carta Capital

De acordo com pesquisas, 80% dos brasileiros são contra a prisão em segunda instância.

Enquanto isso, Cármen Lúcia diz que a permanência do monstrengo jurídico que prevê a prisão do condenado em segunda instância atende à vontade da opinião pública.

Entre os despropósitos dos tempos que vivemos, um dos piores é o que as elitesfazem com a opinião das pessoas comuns: a usurpam. Elas e seus representantes sabem o que quer a maioria da sociedade, mas o ignoram, substituindo-o pelo que desejariam que fosse. Subtraem do povo o direito de ter opiniões e ainda inventam algo para pôr no lugar.

Nas ditaduras clássicas, o processo é mais transparente. Os donos do poder dispensam-se de recorrer à ideia de opinião majoritária. Fazem algo simplesmente porque querem, porque cismam em fazê-lo.

Continue Lendo