NOSSA MAIOR AMEAÇA NÃO É O CORONAVÍRUS, É A RIQUEZA

Do Pensar Contemporâneo

Essa é uma das principais conclusões de uma equipe de cientistas da Austrália, Suíça e Reino Unido, que alertou que o combate ao consumo excessivo deve se tornar uma prioridade. Seu relatório, intitulado Scientists ‘Warning on Affluence, explica que a verdadeira sustentabilidade exige mudanças significativas no estilo de vida , em vez de esperar que o uso mais eficiente dos recursos seja suficiente.

“Não podemos confiar apenas na tecnologia para resolver problemas ambientais existenciais – como mudança climática, perda de biodiversidade e poluição”, escreve o principal autor do relatório, Professor Tommy Wiedmann, da University of New South Wales Engineering, em um artigo da Phys.org. “Também temos que mudar nosso estilo de vida afluente e reduzir o consumo excessivo, em combinação com mudanças estruturais.”

Continue Lendo

O QUE ACONTECERÁ NO BRASIL QUANDO A VARIANTE DELTA SE ESPALHAR PELO PAÍS INTEIRO?

Olhando para os índices de EUA e Reino Unido, não é difícil concluir a chegada de uma
nova onda entre nós

Por Drauzio Varella

Assisti incrédulo ao final da Eurocopa, em Londres. Aquele bando de homens suados, pulando, gritando e se abraçando não podia acabar bem.

Com base na redução do número de casos, de hospitalizações e de mortes no Reino Unido, o governo planejara para 21 de junho o “freedom day”, quando todas as medidas restritivas seriam suspensas. Como faltou combinar com o coronavírus, a chegada da variante delta fez crescer o número de doentes e adiou para 21 de julho a data tão aguardada.

Não houve consenso entre os países membros. A Inglaterra aboliu o uso de máscaras e liberou as aglomerações; Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, não.

Continue Lendo

RICOS, BREGAS E SEM EDUCAÇÃO

Ki-Suco ferveu na madrugada de sábado em um bairro nobre de São Paulo: Baixou polícia numa festa clandestina de riquinhos. E a balada foi num local onde, durante a semana, é escritório de advocacia, e nos fins de semana vira pista de dança.    Com a chegada dos policiais, uma mulher se exaltou e mandou os representantes da lei “tomar no c…” e ainda disse, várias vezes, pra Força Tarefa: “Vai pra Favela”.     A turma não foi. E acabou com o festerê que tinha ingressos a R$ 1.600 para homens e R$ 1.000 para mulheres. O embalo dos endinheirados era animado por… uma dupla sertaneja. Cerca de 500 pessoas estavam no local. Muitas sem máscara.    Pessoas que têm muito dinheiro, mas nada de educação. Nada de empatia. Nada de bom gosto.    Se bem que… gosto não se discute. Se lamenta!

Do Blog Bora Pensar

Continue Lendo

RELATÓRIO DA FAO(ONU) CONSTATA QUE MAIS DE 700 MILHÕES DE PESSOAS PASSARAM FOME EM 2020.

Uma menina iemenita em um acampamento para deslocados perto de Marib, região devastada pela guerra (Nabil Alawzari/AFP)

A fome no mundo cresceu em 2020. De acordo com o relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) sobre o Estado da Segurança Alimentar e Nutricional no Mundo em 2021, divulgado nesta segunda-feira (12), entre 720 e 811 milhões de pessoas enfrentaram a fome no ano passado, aumentando o indicador de forma significativa pela primeira vez em cinco anos.

Percentualmente, o relatório aponta que 9,9% da população mundial esteve submetida a subalimentação em 2020, um patamar similar – mas ainda superior – ao identificado em 2010, quando 9,2% estava sujeita a esta condição.

Continue Lendo

COVID: OS SINTOMAS MAIS COMUNS DA VARIANTE DELTA DO CORONAVIRUS

Variante indiana é mais transmissível

Por BBC Brasil

A variante delta do coronavírus é um dos principais motivos do agravamento recente da pandemia de covid em países onde a vacinação está avançando bastante. A OMS acredita que a variante — que é muito mais transmissível que as outras mutações do coronavírus já identificadas — tem potencial para se tornar a dominante no mundo nos próximos meses.

No Brasil, a variante foi identificada há cerca de um mês e já provocou pelo menos duas mortes (de viajantes que chegaram no Maranhão e no Paraná). Na segunda-feira (5/7), a cidade de São Paulo registrou o primeiro caso da variante delta, em um homem de 45 anos.

Continue Lendo