NÃO VACINADOS SÃO 80% DOS MORTOS E INTERNADOS POR COVID-19 NO BRASIL

Proporção de mortos por covid-19 é maior entre não vacinados / Imagem: BRUNO KELLY/REUTERS

Do UOL

Oito em cada dez pessoas que morreram de covid-19 no Brasil não receberam nenhuma dose da vacina, revela levantamento feito a pedido do UOL pela Info Tracker, plataforma de dados da USP (Universidade de São Paulo) e da Unesp (Universidade Estadual Paulista). Desde março, quando a segunda dose do imunizante passou a ser aplicada entre os brasileiros, as mortes pela doença despencaram 94%

Entre 1º março e 15 de novembro deste ano, 306.050 pessoas morreram de covid no Brasil. Em 79,7% dos casos (243 mil), as vítimas não haviam tomado nenhuma dose da vacina. O número despenca para 32 mil (10,7%) entre aqueles que morreram após completar o ciclo vacinal e para 29 mil (9,7%) entre os que tomaram apenas uma dose.

Continue Lendo

PUNIR OS RESPONSÁVEIS PELO QUE O PAÍS QUER ESQUECER

Memorial em homenagem às vítimas de covid-19 em Cuiabá.SEBASTIÃO MOREIRA (EFE)

É difícil vivenciar o luto por 606.000 mortos pela covid-19 sob um Governo que humilhou os brasileiros ao longo da pandemia

Por Carla Jimenez/El País

O Brasil mergulhou numa tristeza profunda com a pandemia do coronavírus. A evolução das mortes por covid-19 desde março de 2020 abriu um vale de lágrimas, ao menos entre os que não esqueceram de vivenciar sua humanidade com a empatia de ver seu semelhante sofrer. Foram notícias devastadoras, famílias dizimadas, o país ficou cinza, num luto duradouro. Mães que foram embora e deixaram crianças órfãs. Pais que perderam seus filhos, avôs, irmãos, médicos e enfermeiros que adoeceram atuando na linha de frente para salvar quem se asfixiava pelos efeitos do coronavírus. Artistas queridos foram embora.

Continue Lendo

PESQUISA FGV: BEM-ESTAR TRABALHISTA, FELICIDADE E PANDEMIA.

Pesquisa da FGV com dezenas de países mostra que preocupação, estresse, tristeza e raiva cresceram mais no Brasil do que no mundo

Da Rede Brasil Atual

“Felicidade foi embora”, verso de uma canção popular, é uma frase incluída em pesquisa divulgado pela Fundação Getulio Vargas intitulada Bem-Estar Trabalhista, Felicidade e Pandemia. Os dados mostram que o Brasil está longe do bem-estar e da felicidade, com “um grande salto de desigualdade” e queda do rendimento, pela primeira vez abaixo de R$ 1.000. O estudo da FGV mostra ainda crescimento da raiva entre os sentimentos da população. De 2019 para 2020, por exemplo, a “sensação de raiva” cresceu de 19% para 24% das pessoas. Foi um crescimento de cinco pontos percentuais, enquanto no mundo essa alta foi de 0,8 ponto, para 20%.

Continue Lendo

COM RISCO DA 3a ONDA, PANDEMIA NO BRASIL VAI NA CONTRAMÃO DA MÉDIA MUNDIAL

Cemitério em Manaus (AM) em meio à pandemia de coronavírus Imagem: Bruno Kelly/Reuters

Por Jamil Chade/ UOL

Novos dados publicados pela OMS (Organização Mundial da Saúde) revelam que a pandemia no Brasil avança em uma direção contrária à média mundial, confirmando o risco de uma terceira onda de transmissão da covid-19.

Na semana que terminou no dia 6 de junho, o mundo viu uma queda de 15% em número de novos casos. No total, foram 3 milhões de contaminações extras. O volume está bem abaixo do que se registrava em março, quando mais de 5 milhões de casos eram identificados por semana. Mas, segundo a OMS, o total ainda está é “assustador”.

Continue Lendo