PESQUISA: 84% DIZEM SER FAVORÁVEIS À DEMOCRACIA COMO FORMA DE GOVERNO NO BRASIL

 Pesquisa Atlas divulgada nesta segunda-feira (06/09), véspera do Dia da Independência, aponta que 84% dos brasileiros dizem ser favoráveis à democracia como forma de governar o Brasil.

A maioria (54,2%) não concorda que policiais e oficiais do Exército deveriam ter a permissão de participar das manifestações que irão acontecer no dia 7 de setembro a favor do governo Bolsonaro.

75,6% dos entrevistados veem que a democracia está em risco no Brasil, diante do “chifraço” bolsonarista deste 7 de setembro.

A Pesquisa Atlas ouviu 3.146 pessoas entre os dias 30 de agosto e 04 de setembro de 2021. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos. ( do Blog do Esmael)

Clique aqui para ler a íntegra da pesquisa Atlas.

Continue Lendo

PESQUISA DETECTA QUE “EXPRESSIVA MAIORIA” DOS BOLSONARISTAS ARREPENDIDOS QUEREM A VOLTA DE LULA

Por Miguel do Rosario

“Eu acho que a gente só dá valor àquilo que a gente perde. Acredito que Bolsonaro foi eleito justamente pelo discurso dele de mudança. Eu obviamente votaria no Lula”. 

O comentário, de um “bolsonarista arrependido” de 25 anos, classe média, residente na cidade de São Paulo, consta no relatório de uma pesquisa qualitativa sobre o eleitor bolsonarista, realizada entre os dias 14 e 29 de maio de 2021. Os autores do estudo são o IREE, hoje também conhecido pela empresa de cursos Kope, e o Lemep (Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública), este último vinculado à Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Continue Lendo

DATAFOLHA: PARA 56% DOS BRASILEIROS, BOLSONARO É INCAPAZ DE LIDERAR O PAÍS.

Da Carta Capital

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira 17 aponta que 56% dos brasileiros consideram o presidente Jair Bolsonaro incapaz de liderar o País, que vive o pior momento da pandemia do novo coronavírus.

No último levantamento do instituto, realizado entre 21 e 22 de janeiro, 50% dos entrevistados atestavam a incapacidade de Bolsonaro. Já o grupo que vê o presidente capaz de liderar o Brasil caiu de 46% para 42%, no limite de margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Continue Lendo

EXTREMOS: APOIO A BOLSONARO É MAIOR ENTRE OS MUITO RICOS E OS MISERÁVEIS

Por Rafael Barbosa– Poder 360 / Via Carta Campinas

Uma pesquisa realizada após a prisão do amigo de Jair Bolsonaro, o fiel escudeiro Fabrício Queiroz, acusado de gerenciar os desvios de recursos públicos para o bolso do filho Flávio Bolsonaro, mostra que Bolsonaro mantém maior apoio nos extremos econômicos da população brasileira.

Os mais pobres, incluindo os miseráveis sem renda fixa, assim como os mais ricos (incluindo os super-ricos) dão as maiores taxas de aprovação ao governo. Os mais pobres aprovam em 44% e os mais ricos em 43% (veja gráfico). Há ainda de se pesquisar a motivação dessa aprovação nos extremos, mas provavelmente os mais ricos reconhecem em Bolsonaro o representante aguerrido dos seus interesse financeiros.

Continue Lendo

O EX-VENDEDOR DE FRUTAS, HOJE IMUNOLOGISTA, QUE COORDENA NO INCOR PESQUISA DE VACINA PARA O COVID-19

Gustavo Cabral, imunologista e pesquisador do Incor. ARQUIVO PESSOAL

Imunologista que coordena a pesquisa de uma vacina para covid-19 no Incor fala com o EL PAÍS sobre a pandemia de covid-19 e a importância de investimentos em ciência

O imunologista Gustavo Cabral cresceu vendendo frutas na feira de Tucano, interior do sertão baiano. Natural de Creguenhem, povoado na zona rural da cidade, ele só concluiu o ensino fundamental aos 21 anos. Hoje, aos 38, é responsável por chefiar a pesquisa para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus no Instituto do Coração (Incor) da Faculdade de Medicina da USP. Depois de juntar dinheiro por três anos, Cabral conseguiu se mudar para a cidade de Senhor do Bonfim (BA) para graduar-se em ciências biológicas pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), que abriu as portas para um mestrado em imunologia na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador, um doutorado na USP e um pós-doutorado em Oxford, na Inglaterra, e em Berna, na Suíça, onde estudou imunologia aplicada à vacina.

Leia a importante entrevista no EL PAÍS

Continue Lendo

PARA 76%, AS PESSOAS DEVEM FICAR EM CASA, DIZ DATAFOLHA

Por Fabio Zanini

O brasileiro quer manter o isolamento social nos moldes atuais para fazer frente aocoronavírus, ao contrário do que tem defendido o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

É o que mostra pesquisa Datafolha, que apontou maioria sólida em favor de que as pessoas fiquem em casa para impedir que o vírus se espalhe, mesmo que isso signifique prejudicar a economia e causar desemprego.

Defendem essa visão 76% dos entrevistados pelo instituto entre 1 e 3 de abril. Foram ouvidas 1.511 pessoas excepcionalmente por telefone, em razão da pandemia.

Continue Lendo