COMO PEDIR O TESTE PARA COVID-19 PELO PLANO DE SAÚDE

Convênios são obrigados a cobrir testes, mas é preciso ter o pedido médico

Por Ana Paula Branco

Todos os clientes de plano de saúde com sintomas de Covid-19 já podem fazer o teste sorológico para a detecção da doença, sem custo. A medida faz parte de decisão da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), publicada nesta segunda-feira (29), no “Diário Oficial da União”, após determinação judicial.

O exame liberado detecta a presença de anticorpos produzidos pelo organismo após exposição ao vírus. Para isso, é necessário colher uma amostra de sangue. Esse tipo de teste é indicado a partir do oitavo dia de início dos sintomas. Com a nova norma, os planos cobrem, a partir de agora, todos os testes para detectar o novo coronavírus.

Continue Lendo

UNIMED FINANCIOU DELTAN DALLAGNOL, QUE NÃO INCOMODOU CONVÊNIOS

Postado por Blog do Valentin

Planos de saúde foram alvo de delatores e temiam devassa pela Lava Jato, mas foram poupados.

Da Carta Capital

Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, será uma das atrações de um evento sobre empreendedorismo no Paraná em 30 de outubro. Dará uma palestra, atividade pela qual cobra dinheiro, intitulada “A Ética nos negócios em um mundo sob pressão”. O que dirá sobre ética em um evento no centro de eventos Expo Unimed?

Dallagnol é palestrante costumeiro da Unimed. A força-tarefa chefiada por ele esbarrou em fatos sobre convênios, mas nunca atacou-os como fez com as empreiteiras. Haveria relação entre a mansidão da força-tarefa com o setor e as palestras do chefe da equipe?

Considerando-se a visão acadêmica e filosófica de Dallagnol de que indícios circunstanciais valem como prova, surge outra dúvida: ele e a Unimed estabeleceram uma parceria baseada em dinheiro e interesses comuns assim como as empreiteiras fizeram com políticos caçados pela Lava Jato?

Continue Lendo

PLANO DE SAÚDE VAI COBRAR TAXA DE QUEM FICAR DOENTE, IGUAL FRANQUIA DE SEGURO DE CARRO

Postado por Valentin Ferreira

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) discute mudanças para entrarem em vigor no segundo semestre ou no início de 2019.

A fórmula prevê a cobrança de franquias dos usuários dos planos de saúde. Além da mensalidade, o usuário terá de pagar a cada vez que fizer consultas ou realizar procedimentos.

A medida é criticada por entidades de defesa do consumidor e conselhos de saúde, que apontam que, além da imprevisibilidade de gastos ao usuário, o novo modelo de cobranças deve sobrecarregar ainda mais o SUS. Segundo a norma pretendida pela ANS, franquias e coparticipações não poderão ultrapassar o valor da mensalidade.

Veja vídeo esclarecedor, no final do post

Continue Lendo

MINISTRO DA SAÚDE QUER PLANO DE SAÚDE MAIS CARO PARA IDOSOS

Postado por Valentin Ferreira /do 247Wilson Dias/Agência Brasil

Em nome da saúde financeira dos convênios médicos, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, defendeu publicamente o reajuste de preços dos planos para idosos; Barros, afirma que os planos de saúde “assumem um risco antecipado por uma coisa incerta” ao não poderem reajustar a mensalidade de usuários após os 60 anos; um projeto que permite esse reajuste deve ser votado em comissão especial da Câmara nesta quarta-feira (8); “o equilíbrio econômico do plano de saúde tem que ser mantido”, diz

Continue Lendo

PROJETO DE LEI LIBERA REAJUSTES DE PLANOS DE SAÚDE DE IDOSOS

Por  Valentin Ferreira

Mais uma ação do Governo Temer, via Câmara dos Deputados que pode trazer muita dor de cabeça para as pessoas com mais de 60 anos e que têm Plano de Saúde.

Segundo o IDEC,”relatório apresentado na última quarta-feira (18), na Câmara dos Deputados, para reformular a Lei de Planos de Saúde prevê reajuste após os 60 anos, medida proibida pelo Estatuto do Idoso.

Para o órgão de defesa do consumidor, “essa proposta apresenta graves riscos. Segundo o relator do projeto, deputado Rogério Marinho, a ideia é diluir os reajustes aplicados aos 59 anos (última faixa etária permitida) em cinco parcelas aplicadas a cada cinco anos. Nessas prestações, a mensalidade poderia ter um aumento de no máximo 20%.”

Mais informações: IDEC

Continue Lendo

PLANO DE SAÚDE PARA IDOSOS PODE FICAR IMPRATICÁVEIS, DIZEM ESPECIALISTAS

Postado por Valentin Ferreira /do 247

MONALISA LINS

247 – A proposta de nova lei de planos de saúde apresentada na Câmara dos Deputados no dia 18 de outubro é um desserviço aos usuários, não cobre necessidades de saúde, “rasga” o Estatuto do Idoso e só beneficiará o mercado.

A afirmação vem dos professores de saúde coletiva Ligia Bahia (UFRJ), e Mario Scheffer (USP), que pesquisam políticas de saúde, planos e seguros privados.

“A urgência de uma lei tem as digitais das operadoras, assíduas financiadoras de campanhas eleitorais”, afirma Scheffer, 51. Sobre o reajuste de planos dos idosos, defendido pelas empresas, Ligia, 62, afirma que é um equívoco confundir velhice com doença. “O envelhecimento por si só não é o responsável pela elevação de custos na saúde.”

Continue Lendo