O JUDICIÁRIO QUE TRATA BEM OS PODEROSOS

Por Moises Mendes em seu Blog

Anthony Kelly, um juiz australiano, decidiu que o tenista Novak Djokovic entre e jogue na Austrália, e se quiser que circule sem máscara, mesmo sem ter sido vacinado e mesmo que tenha participado de eventos com crianças quando estava infectado.

Timothy Holroyde, um juiz de Londres, decidiu que Julian Assange seja extraditado para os Estados Unidos, mesmo correndo o risco de morrer na prisão do país por ele exposto por seus crimes de guerra.

Sergio Moro, um juiz paranaense, decidiu caçar, condenar e encarcerar Lula e agora tem a pretensão de disputar a eleição e de enfrentar Lula e o fascista para o qual trabalhou.

Continue Lendo

IMPUNIDADE É A VACINA PARA OS PODEROSOS

Procurador Deltan Dallagnol apresenta PowePoint para explicar denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva 14/09/2016 (Foto: REUTERS/Rodolfo Buhrer)

Impunidade de Deltan é retribuição a ele pelo golpe e crimes contra a democracia

Por Jeferson Miola

A impunidade do Deltan Dallagnol é o pagamento das instituições do regime de exceção em retribuição pelos crimes perpetrados por ele e seu bando contra a democracia brasileira.

O arquivamento do processo movido pela defesa do Lula desde 15 de setembro de 2016 – há incríveis 4 anos! – pelo Conselho Nacional do Ministério Público [CNMP] não atesta a inocência e a lisura do Deltan e dos outros elementos da Lava Jato.

Isso porque 8 dos 11 integrantes do CNMP reconheceram que eles agiram ilegalmente na divulgação espalhafatosa do power point contra Lula transmitido ao vivo pela Globo durante horas e repercutido exaustivamente na bancada de “notáveis juristas” da emissora.

Continue Lendo

OS PODEROSOS E OS MANIPULADOS

Por Blog do Valentin

Por Valentin Ferreira

Manipular os fatos para confundir os incautos.

Assim funciona a estratégia dos poderosos em parceria com certos meio de comunicação.

Sempre que surge alguém que contraria seus interesses, a turba deve ser manipulada.

Foi assim contra Ghandi, Luther King, Mandela e tantos outros.

Assim também foi com Lula.

A “verdade” fabricada sempre prevalece sobre a realidade dos fatos.

O caso mais gritante de manipulação fez vítima um certo Nazareno. Até hoje ecoa pelos quatro cantos, o grito dos poderosos e dominadores pelas vozes dos manipulados: crucifica-O! crucifica-O!

Continue Lendo