LUGAR DE MULHER É NA POLÍTICA

O estranhamento só dura enquanto durar o processo

Por Gabriela Prioli

Diante das eleições municipais, que acontecerão uma semana depois do anúncio da derrota de Donald Trump, o presidente precisa de engajamento. O pleito municipal dá recado para os seus aliados de última hora: se o bolsonarismo, que já levou um baque internacional, não alcançar resultados animadores, perde força na barganha.

Bolsonaro opera por meio de gatilhos, não só os que disparam a pólvora da piada brasileira, mas os psicológicos que animam sua trupe. O desta semana foi “maricas”. Há algumas semanas foi “boiola”. A tática de forçar a superioridade de um modelo masculino é manjada, mas funciona.

Continue Lendo

O MUNDO SEM TRUMP

Imagem: Reprodução Google

Por Cristina Serra

Nunca uma eleição foi tão crucial para os Estados Unidos, o mundo e o Brasil. A derrota de Trump é a única opção para os que se preocupam com a democracia e o bem-estar da civilização. Sua política criminosa de separar crianças de seus pais imigrantes já seria motivo suficiente para desejar não só seu malogro como sua prisão por crime de lesa-humanidade.

Mas ele vai além, ao corroer a democracia aos poucos e por dentro, como cupim. Trump desacredita eleições, regras e instituições. Mente e agride. Estimula grupos racistas e milícias, investe na violência e no caos, semeia ódio. Esticou a corda a tal ponto que aventa-se a possibilidade de conflitos armados nas ruas, caso não seja o vencedor. Quem diria, os EUA com vapores de república bananeira.

Continue Lendo

QUE BRASIL TERÍAMOS, COM MAIS MULHERES NEGRAS NO PODER?

Executivo e legislativo continuam tomados por homens brancos e ricos — e agora há a ameaça do fascismo. Mas em 2020, candidaturas coletivas de grupos excluídos aumentaram, e podem abrir caminho para mandatos que sacudam a política

Por  CFEMEA, | Ilustração: Stephanie Pollo / Do Outras Palavras

O Brasil já está às voltas com as eleições municipais. Mergulhadas numa crise profunda, ainda mais trágica pela crise sanitária que já matou quase 150 mil pessoas em nosso País, nos perguntamos sobre o que significa a realização de um processo como este em um contexto político marcado por um golpe e pelo fascismo crescente na sociedade brasileira. O que significa termos um processo eleitoral já com quase dois anos do governo Bolsonaro?

Os movimentos feministas têm uma trajetória de monitoramento de políticas públicas e de ação junto ao Parlamento. Desde a Constituinte, organizações e movimentos incidem para aprovar legislações igualitárias e pressionar para que os marcos normativos se traduzam em políticas e serviços que alterem concretamente a vida das mulheres. 

Continue Lendo

PATRÍCIA PILLAR DETONA “ESTUPIDEZ” DE BOLSONARO: “SÓ DESTRUIÇÃO”.

“A curto prazo não vejo nenhuma luz” – (IMAGEM: Divulgação/TV Globo)

Do Brasil 247

Patricia Pillar expressou sua indignação com a postura de Jair Bolsonaro na condução da pandemia do novo coronavírus. Em entrevista ao Globo, ela acusou o presidente de dar um mau exemplo ao estimular as pessoas a não usarem máscaras e a irem para as ruas.

“A curto prazo não enxergo nenhuma luz, só estupidez e destruição”, disparou.

Ela destacou que a Saúde não é o único ponto fraco do governo federal. “[São] perdas irreparáveis em Educação, Meio Ambiente, Cultura, Relações internacionais”, prosseguiu.

Os dados sobre a doença representam para ela um símbolo da ausência de uma política pública adequada. “E o pior, são mais de 75 mil mortes pela Covid até agora”, finalizou.

Continue Lendo

O NEGACIONISMO É UMA DOENÇA QUE CHEGOU À POLÍTICA. Por Fernando Brito

O “evento patriótico” de Donald Trump, ao sopé das estátuas de Washington, Jefferson, Ted Roosevelt e Lincoln foi farto de clichês aos quais também nos acostumamos por aqui.

Diz o The New York Times, Trump está fazendo um “esforço para ganhar um segundo mandato como uma batalha contra um “novo fascismo de extrema esquerda” procurando acabar com os valores e a história da nação.”

“Nossa nação está testemunhando uma campanha impiedosa para acabar com a nossa história, difamar nossos heróis, apagar nossos valores e doutrinar nossos filhos”, disse Trump, dirigindo-se a uma multidão lotada de simpatizantes, poucos dos quais usavam máscaras. “Multidões raivosas estão tentando demolir estátuas de nossos fundadores, desfigurando nossos memoriais mais sagrados e desencadeando uma onda de crimes violentos em nossas cidades”.

Continue Lendo