SOMOS ANALFABETOS FINANCEIROS. SÓ 8% DOS BRASILEIROS POUPAM!

Postado por Blog do Valentin

Por Julia Mendonça 

Estamos vivendo um momento inédito para a educação financeira no Brasil. Nunca foi tão fácil e acessível aprender sobre dinheiro. São milhares de sites, blogs, livros, vídeos e canais do Youtube (como o meu, Júlia Mendonça) à disposição de quem quer cuidar melhor das finanças.

Esse movimento vem crescendo bastante nos últimos dois anos. Mesmo assim, qual o resultado prático disso? A curto prazo, infelizmente, o impacto ainda é mínimo: apenas 8% dos brasileiros investiram no ano passado.

Esse número já é assustador o bastante, mas, quando olhamos mais a fundo para o estudo “Raio X do investidor brasileiro”, divulgado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima), descobrimos que somos um país financeiramente analfabeto.

Continue Lendo

IDOSOS NA MIRA DE GOLPISTAS

Postado por Valentin FerreiraFalta de educação financeira e diversificação de investimentos deixam mais velhos expostos a riscos

Por Gabriel Vasconcelos / Jornal do Brasil

Nas duas últimas décadas, o mercado financeiro global viveu um período de intensa diversificação de produtos para atender às diferentes necessidades dos investidores. Essas novas modalidades de investimento prometem rentabilidades muito superiores aos oferecidos pelo binômio renda fixa e renda variável ou, ao menos, um meio termo entre os dois, como é o caso das carteiras multimercados. Ao mesmo tempo, os donos do dinheiro envelhecem em todo o mundo, tornando-se mais suscetíveis a imperícias e, na pior das hipóteses, a golpes.

No Brasil não é diferente. Em um cenário de juros mais baixos nas aplicações, ancoradas por uma taxa Selic de 6,5% ao ano, a tentação por taxas mais atrativas, em negócios heterodoxos como as moedas virtuais, preocupa a Comissão de Valores Imobiliários (CVM). Isso sem falar em estelionatos, como as armadilhas das “ações esquecidas” ou os “caçadores de indenizações”. Na Bolsa brasileira (B3), por exemplo, homens e mulheres com mais de 65 anos acumulam  R$ 88,6 bilhões em investimentos, o equivalente a 45% da soma de R$ 195,5 bilhões que gira na casa. Se … Continue Lendo

APENAS 4 ENTRE 100 BRASILEIROS GUARDAM DINHEIRO PARA A VELHICE

Por Valentin Ferreira / Via Conexão Jornailismo.

Não é de se espantar, especialmente em momento de recessão. Mas a cultura do brasileiro, mais imediatista, não ajuda a ensiná-lo a poupar para o futuro. A cada 100 brasileiros, apenas quatro separam dinheiro para o período da aposentadoria, um dos piores índices do mundo e o pior entre as Américas.

A informação foi publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, citando levantamento feito pelo Banco Mundial com 143 países. No ranking, apenas 11 países estão abaixo do Brasil. A falta de planejamento para a previdência atinge até os brasileiros de renda mais alta.

Continue Lendo