POR QUE É IMPORTANTE QUE SEU FILHO APRENDA A PERDER

É um fato: na vida, há momentos em que você ganha e há momentos em que você perde. Isso é completamente normal. No entanto, sabemos que as emoções que uma vitória provoca sempre serão mais agradáveis ​​do que os sentimentos que acompanham a derrota, e é por isso que é tão importante aprender a perder.

O que você pode fazer para impedir que seu filho fique frustrado quando as coisas não saem como o esperado? Ajude-o a entender que perder não é uma coisa tão ruim. Entre outras coisas, quando perdemos, temos mais oportunidades de aprender do que quando vencemos, pois os erros permitem ver o que, depois de corrigir, pode nos levar a melhorar.

Continue Lendo

ARQUIVO MORTO

Foi arquivada pelo corregedor do Ministério Pùblico, Rinaldo Reis Lima, outra representação contra Deltan Dallagnol pelas ilegalidades cometidas durante a Lava Jato

O corregedor do Conselho Nacional do Ministério Público, Rinaldo Reis Lima, determinou o arquivamento de uma representação contra Deltan Dallagnol por uma de suas conversas com o então juiz Sergio Moro ocorrida em 2016, informa a jornalista Mariana Carneiro no Painel da Folha de S.Paulo.

No diálogo revelado pelo The Intercept na Vaza Jato, o coordenador da Lava Jato discutiu com Moro sobre o uso da verba da 13a Vara para custear propaganda pelas “10 medidas contra a corrupção”. O corregedor considerou as mensagens vazadas como provas ilícitas, por terem sido supostamente obtidas de modo ilegal.

Informações do Brasil 247

Continue Lendo

FUNCIONÁRIOS DO ANO

Postado por Blog do Valentin

Por Moisés Mendes

CORRERIA NO TRF4-

Lula continua provocando correria no Tribunal Regional Federal da 4ª Região. É a manchete da Folha online.
Recurso de Lula em tribunal da Lava Jato andou mais rápido que 85% dos casos.
Ação do caso do sítio de Atibaia levou 71 dias do momento em que foi protocolada no TRF-4 até entrega do voto por relator.
O processo teve um período inicial de tramitação mais rápido que o de 85% dos casos da oitava turma da corte, responsável pelos processos da Lava Jato.
O levantamento foi feito pela Folha com base em 993 processos que corriam este ano na turma e que foram liberados pelo relator para a revisão — ou seja, nos quais o voto já havia sido concluído.
Esse é o resumo da reportagem. Imagine-se o estresse dos desembargadores com tanta correria.
Os cursos de Direito (e principalmente as escolas preparatórias para a magistratura) estudam esses casos? Ou a pressa com os processos envolvendo Lula passou a ser coisa normal?

Continue Lendo