COMO ANDA SUA TOLERÂNCIA?

Imagem: Nossa Causa

Ser tolerante significa abrir a mente, ouvir e respeitar as opiniões dos outros, mesmo quando não concordamos com elas.

A tolerância é uma virtude fundamental que todos devemos desenvolver, pois vivemos em sociedade e interagimos com outras pessoas diariamente. Ser mais tolerante nos ajuda, em primeiro lugar, a evitar discussões e conflitos interpessoais. Mas, além disso, permite-nos conhecer outras opiniões e pontos de vista. Então, por que isso é tão difícil para nós?

Continue Lendo

É POSSÍVEL MUDAR

Nós, seres humanos, somos seres que variam, nos moldamos de acordo com as experiências vividas. Quanto mais experiências boas, mais crescemos e nos desenvolvemos, porém, se passamos por momentos negativos, acumulamos insegurança. Muitos se prendem a frases como: “Sou assim e não posso mudar”, “Nasci assim, e nessa altura do campeonato, ninguém é capaz de me mudar”.

Todos podemos mudar, mas para isso é necessário levar em conta dois pontos importantes:

Continue Lendo

PELA GRAÇA DE DEUS

Por MARILENA CHAUI*

Desde a Idade Média até a Revolução Francesa, um homem se tornava rei por meio de uma cerimônia religiosa na qual era ungido e consagrado pelo papa. A cerimônia possuía quatro funções principais: em primeiro lugar, afirmar que rei é escolhido por uma graça divina, sendo rei pela graça de Deus, devendo representa-lo na Terra (ou seja, não representa os súditos, mas Deus); em segundo, que o rei é divinizado, passando a ter, além de seu corpo humano mortal, um corpo místico imortal, seu corpo político; em terceiro, que o rei é Pai da Justiça, isto é, sua vontade é lei (ou como diz o adágio: o que apraz ao rei tem força de lei); em quarto, que é Marido da Terra, isto é, o reino é seu patrimônio pessoal para fazer dele e nele o que quiser.

No dia 6 de janeiro de 2019 (ou seja, no Dia de Reis do calendário cristão), na Igreja Universal do Reino de Deus, o pastor Edir Macedo ungiu e consagrou o recém-empossado presidente da república, Jair Messias Bolsonaro, declarando que este foi escolhido por Deus para governar o Brasil. 

Continue Lendo

RESETE SUA MENTE

Por Mario Alonso Puig

Todos nós gostaríamos de ser mais felizes e sofrer um pouco menos. Nossa tendência é associar o fazer e o ter com o ser, nos leva a dar como certo que, se nos esforçarmos muito, se fizermos muitas coisas e atingirmos o sucesso, então seremos felizes. Ainda não percebemos que os vazios do ser não podem nunca ser preenchidos com o ter. Por isso qualquer um de nós pode ter um grande conforto e bem-estar e, entretanto, não ser feliz.

Falar do ser é tudo menos fácil porque a própria linguagem que precisamos para descrevê-lo pertence à ontologia, que é uma parte da metafísica. Se o simples fato de falar do ser já nos gera semelhante desafio, ter a experiência do que é o ser também não parece tarefa fácil. O tema não é insignificante porque se trata de embarcar em uma viagem interior que nos faz experimentar diretamente o que é em si uma experiência suprasensorial. Por isso nesta viagem, que não deixa de ser uma viagem de heróis e heroínas, saberemos como podemos passar de um mundo puramente conceitual e descritivo a um experiencial e contemplativo.

Continue Lendo

FALAR SOZINHO EM VOZ ALTA: UM HÁBITO TERAPÊUTICO

Foto : reprodução

Falar em voz alta consigo mesmo parece loucura, assim como ter um diálogo interno consigo mesmo para aliviar sua tristeza e preocupações. Na verdade, são hábitos muito terapêuticos, porque a comunicação consigo mesmo é vital, catártica e emocionalmente necessária para satisfazer as próprias necessidades.

Aldous Huxley disse que existe apenas uma pequena parte do universo que podemos conhecer e melhorar, algo que nos pertence: nós mesmos. No entanto, por mais curioso que pareça, nem sempre nos damos a atenção que merecemos. Abandonamo-nos como quem esquece o seu diário pessoal na gaveta, como quem deixa as chaves da casa na mala dos outros .

Continue Lendo

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Problemas, problemas e mais problemas, quem não tem muitos ou pelo menos alguns?

Por Maria Luiza Rodrigues

A humanidade lutou contra muitas adversidades para chegar até este presente momento e ainda continua com imensas batalhas, tentando compreender o mundo que nos cerca a fim de que possamos viver melhor. A existência humana é repleta de desafios e, por vencermos uma série deles, ainda estamos habitando o nosso planeta. Vencer esses desafios significa solucionar problemas. Então, eles fazem parte natural de nossa existência humana e resolvê-los é crucial.

Em alguns momentos da vida, tudo parece uma grande confusão, estamos cansados, tristes e deixamos os problemas acumularem-se por não sabermos o que fazer, por onde começar.

Continue Lendo