DE ACORDO COM A CIÊNCIA, AS PESSOAS CONFUNDEM O CONHECIMENTO DA INTERNET COM O SEU

Imagem: Pinterest

Estamos deixando nossos celulares pensarem por nós. Por podermos encontrar todas as informações que desejamos no Google, há quem não separe mais seus conhecimentos dos oferecidos pela Internet.

Chegamos a um ponto da nossa existência em que muitos carregam o cérebro nas mãos e não na cabeça. Os telefones celulares estão configurando um fenômeno surpreendente e perturbador. De acordo com um estudo recente publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), as pessoas confundem o conhecimento da Internet com o seu.

Continue Lendo

MULHERES DOMINAM AS REDES; 55% DELAS PASSAM DE 3 A 5 HORAS CONECTADAS

Mulheres são as que mais passam tempo nas redes. 55% delas passam de 3 a 5 horas conectadas. 39% dos homens, por sua vez, ficam por este período na internet. Os dados são da pesquisa PoderData, feita entre 11 e 13 de outubro. O levantamento mostra também que 45% dos brasileiros passam mais de uma hora por dia nas redes sociais: 22% passam de 1 a 3 horas, 16% de 3 a 5 e 7% mais de 5 horas.

Outros 35% se conectam por menos de uma hora por dia e um a cada cinco diz não usar mídias sociais. A pesquisa foi feita por telefone com 2.500 entrevistados em 469 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Por Caique Lima/DCM

Continue Lendo

MILÍCIAS DIGITAIS, ACUADAS, APOSTAM NO GOLPISMO

Pesquisador aponta: discurso de voto impresso mostra a desorientação dos grupos ultradireitistas no WhatsApp, agora sem financiamentos do “gabinete do ódio”. Com Lula de volta ao páreo, tentam desacreditar decisão nas urnas

Por David Nemer, em entrevista a Edson Veiga, na DW Brasil

Na rotina do pesquisador brasileiro David Nemer está ler, todos os dias, a atividade de dezenas de comunidades bolsonaristas. Em 2017, quando começou esse trabalho, eram apenas quatro grupos, todos de Whatsapp. Com o passar do tempo, ele acabou se inscrevendo também no Telegram.

“Hoje estou em 73 grupos, já que de um acaba saindo outro. Eles meio que se implodem [com o passar do tempo], e colocam convites de grupos nos próprios grupos. Uma bola de neve”, conta ele.

Continue Lendo

MPF FEZ USO POLÍTICO DE REDES SOCIAIS E BENEFICIOU O BOLSONARISMO, AFIRMA ESTUDO DA FGV

Foto: Agencia Brasil

Do Brasil 247

Um estudo realizado por pesquisadores da Fundação Getulio Vargas (FGV) aponta que o Ministério Público Federal (MPF) se envolveu na ofensiva golpista contra a presidente Dilma Rousseff, afetando a governabilidade do país e beneficiando o bolsonarismo nas eleições de 2018. 

A pesquisa examinou um universo de 37.041 tuítes publicados pelo MPF desde sua entrada na rede social, em 2011, informa a jornalistaMônica Bergamo na Folha de S.Paulo.

O estudo mostra que o MPF forneceu à rede de apoiadores da Lava Jato e de Jair Bolsonaro informações contra seus inimigos políticos. 

O estudo cita como exemplo que no mês de outubro de 2018, jornalistas e blogueiros bolsonaristas como Alexandre Garcia e Allan dos Santos foram os perfis que mais se alimentaram de conteúdos do MPF. 

Continue Lendo