TOM CRUISE E O BOM SAMARITANO

Tom Cruise socorreu brasileira atropelada em 1996 (Alberto Pizzoli/AFP)

Por Frei Betto

Entramos na Semana Santa. Todo o mundo, o Brasil de modo especial, vive há mais de um ano em plena Sexta-Feira da Paixão: quase 3 milhões de mortos pela Covid, dos quais mais de 300 mil em nosso país.

Dói a incerteza da doença em milhões de infectados; dói nas famílias dos mortos; dói a ausência de velórios; dói nos trabalhadores da saúde que, exaustos, sabem que não podem fazer milagres na falta de insumos, remédios, oxigênio e leitos; dói no bolso dos comerciantes que veem seus negócios falidos; dói no risco cotidiano enfrentado pelas pessoas obrigadas a sair de casa para trabalhar; dói ao viajar no transporte coletivo lotado; dói na falta de crédito facilitado a quem vê o seu empreendimento fechar, e dói por não ser permanente e suficiente o auxílio emergencial a tantos que precisariam ficar em casa e, ao mesmo tempo, se alimentar, pagar aluguel, e as contas de água, luz, telefone etc.

Continue Lendo

COM A CRISE SANITÁRIA EM FASE CRÍTICA, AUMENTA A DEMANDA POR DOAÇÕES; SAIBA COMO AJUDAR

Com crise sanitária em fase crítica, aumenta a demanda por doações; saiba como ajudar – Divulgação / Caio Caciporé

Da Folha de S. Paulo

Organizações da sociedade civil voltam a se mobilizar para atender comunidades vulneráveis, em meio ao agravamento da crise sanitária, social e econômica da Covid-19. O Monitor das Doações, plataforma alimentada pela ABCR (Associação Brasileira dos Captadores de Recursos), chegou ao montante de R$ 6,5 bilhões destinados por empresas e pessoas físicas para o enfrentamento da pandemia entre 31 de março de 2020 e 28 de fevereiro de 2021.

Após crescimento vertiginoso no início da mobilização, as doações estacionaram no final do ano passado. Os dados apontam para um aquecimento diante da fase mais crítica da pandemia.

“Desde janeiro temos visto o volume de doações voltar a crescer um pouco, mas muito menos do que no início”, avalia João Paulo Vergueiro, diretor executivo da ABCR.

Continue Lendo

COZINHAS SOLIDÁRIAS DO MTST COMBATEM A FOME NAS PERIFERIAS EM MEIO À PANDEMIA

As chefs Paola Carosella e Bel Coelho se unem ao MTST de Guilherme Boulos no projeto Cozinhas Solidárias: quem tem fome, tem pressa

A solidariedade diante da fome que voltou a assolar milhões de brasileiros por todo o país uniu chefs de renome e o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST). Live realizada nesta segunda-feira (15) reuniu lideranças do movimento como Guilherme Boulos e Debora Pereira, e a chef Bel Coelho para o lançamento do projeto Cozinhas Solidárias. No sábado (13), a primeira unidade foi inaugurada no Jardim Damasceno, bairro da Brasilândia. O evento, no extremo norte da cidade de São Paulo, contou com a participação de Boulos e da chef Paola Carosella. “Se a gente não faz, não tem quem faça”, disse Debora Pereira, no lançamento do projeto. “Ao pegar as marmitas, as pessoas enchem os olhos de lágrima. Ela não sabiam se iam comer naquele dia. A fome dói e dói de verdade.”

Continue Lendo

COMO O “BEM MAIOR” É USADO COMO FERRAMENTA DE CONTROLE SOCIAL

Do Pensar Contemporâneo

Em vez de respeito pela razão, diálogo aberto, liberdade de expressão e direitos individuais e de propriedade, os sistemas políticos em todo o mundo estão se tornando cada vez mais autoritários. Decepções e mentiras, manipulação e propaganda, fomento do medo e operações psicológicas estão todos sendo usados ​​para justificar ações políticas que destroem vidas.

Como os políticos continuam a convencer o público a acabar com sua liberdade em favor de um controle governamental pesado? Por que tão poucas pessoas estão defendendo a liberdade quando um mundo sem ela é um mundo de sofrimento em massa? Neste vídeo, vamos examinar essas questões.

Continue Lendo

“QUEM FAZ SUCESSO TENDE A ACHAR QUE É GRAÇAS A SI MESMO”, questiona Michael J. Sandel

O filósofo Michael Sandel, professor de Harvard, no parque Larz Anderson em Brookline (Massachusetts), no domingo passado (6 de setembro).ADAM GLANZMAN

Professor de Harvard, um astro do pensamento, dirige seu novo livro aos gurus progressistas. Acusa-os de abraçarem a meritocracia, que levou a um legítimo ressentimento das classes trabalhadoras

Por Pablo Guimón

Chove a cântaros em Boston, e o filósofo já tinha advertido que o temporal obrigaria a remarcar a entrevista a ser feita no jardim da sua casa, evitando os espaços fechados por prevenção contra o coronavírus. Como as manhãs do professor são ocupadas pelas aulas virtuais, a tarefa de buscar um lugar alternativo, que seja aberto, porém coberto, recai sobre o jornalista, que não tem ideia melhor do que convocar Michael J. Sandel (Minneapolis, 1953) à desenxabida bancada de concreto sob a imponente rampa que Le Corbusier concebeu para o único edifício que desenhou na América do Norte, ocupado pelo Centro Carpenter para as Artes Visuais da Universidade Harvard. Sandel ― famoso por seu estilo socrático de questionar as ideias pré-concebidas de suas audiências, que incluem o restrito corpo discente desta universidade, mas também milhões de espectadores que assistem às suas aulas magnas sobre justiça no YouTubeContinue Lendo

A COVID-19 NOS FAZ DESCOBRIR ESPÍRITO NO COSMOS, NO SER HUMANO E EM DEUS, Por Leonardo Boff

Vivemos numa época particularmente anêmica de espírito. A falta de políticas governamentais por parte do atual Presidente para atacar o Covid-19 mostra mais que falta de empatia e de solidariedade para com os mais de cem mil mortos. Mostra, o que é mais grave, a falta de espírito. Parece que o presidente vive ainda no estágio pré-humanos, dos primatas. Não cuida nem ama a vidau, a vida de seu povo.

Acresce ainda que  cultura do capital que se funda no consumo afogou o espírito na materialidade opaca. E sem espírito perdemos o que há de melhor em nós: a comunicação livre, a cooperação solidária, a compaixão amorosa, o amor sensível e a sensibilidade cordial pelo outro lado de todas as coisas, de onde nos vêm mensagens de beleza, de grandeza, de admiração, de respeito, de veneração e de transcendência.

Continue Lendo