PEQUENAS IGREJAS & GRANDES NEGÓCIOS

Endividado? Declare-se extinto e vire uma igreja!

Por Josias de Souza/UOL

As igrejas andam tão preocupadas em reformar os fiéis que não encontram tempo para se reformar. Numa evidência de que Deus já não é full time, os conglomerados religiosos arrancaram do Congresso um perdão tributário estimado em R$ 1,4 bilhão. Fizeram isso sob aplausos de Bolsonaro, cujo governo está endividado até o último fio do seu cabelo, caro contribuinte.

Pela Constituição, são isentas de impostos as receitas amealhadas por igrejas. Entretanto, certas igrejas tornaram-se conglomerados empresariais. Distribuem lucros para pastores e líderes religiosos. A Receita Federal cobrou dessa indústria da fé a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) e a contribuição previdenciária. Daí o passivo de R$ 1,45 bilhão.

Continue Lendo

REFORMA TRIBUTÁRIA, CHAVE PARA OUTRO PROJETO DE PAÍS

Postado por Valentin Ferreira

Um dos maiores estudiosos do sistema de impostos brasileiro propõe caminhos para obrigar os mais ricos a contribuir, isentar as maiorias e promover uma revolução cidadã nos serviços públicos

Paulo Gil Introini, entrevistado por Antonio Martins | Imagem:Gontran Guanaes/ Do Outras Palavras

Depois de vários anos de retrocessos e melancolia, teremos uma virada do ano de desafios e alguma esperança. A conjuntura brasileira mudou, nos últimos meses. Os responsáveis pelo golpe de 2016 ainda controlam o poder – político, econômico, midiático – mas agora, sofrem desgaste popular profundo e começam a viver divisões graves. Foram incapazes de aprovar a contrarreforma da Previdência, apesar dos rios de dinheiro oferecidos aos parlamentares. Já não se entendem no STF. Seus candidatos à Presidência não decolam.

Continue Lendo