COM LUCROS DE R$ 53,8 BILHÕES EM 2017, BANCOS FECHAM 17 MIL POSTOS DE TRABALHO

Postado por Valentin Ferreira

Tarifas por serviços prestados aos clientes tem sido nova frente lucrativa de instituições bancárias / Marcos Santos/USP Imagens

Por Brasil de Fato

Os três maiores bancos privados do Brasil – Itaú, Bradesco e Santander – tiveram, juntos, lucro líquido de R$ 53,8 bilhões. A cifra representa um crescimento de mais de 15% em relação a 2016. Somente o Itaú alcançou o maior lucro de uma instituição financeira na história do Brasil: R$ 24,8 bilhões.

De outro lado, o setor cortou muitos postos de trabalho. É o que lembra Ivone Silva, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

“O setor bancário fechou 17.905 postos de trabalho em 2017, de acordo com dados do Caged [Cadastro Geral de Empregados e Desempregados]. Para ajudar o Brasil a crescer, o setor bancário precisa começar a retribuir a sociedade, praticando juros civilizados, elevando a oferta de crédito, melhorando o atendimento à população através de contratações e contribuindo para melhorar as relações de trabalho e a estrutura salarial num país que ainda figura no topo do ranking mundial de desigualdade de renda”, diz.

Leia matéria completa: Aqui

Continue Lendo

JULHO VOLTA A TER COBRANÇA EXTRA NAS CONTAS DE LUZ, DECIDE ANEEL

Por Valentin FerreiraEm junho não houve cobrança de taxa extra por uso de energiaMarcello Casal Jr/Agência Brasil. A nova bandeira foi anunciada na última 6a. feira

 

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) definiu que a bandeira tarifária aplicada nas contas de energia em julho será amarela. Com a decisão, será cobrada uma taxa extra de R$ 2 para cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

De acordo com o órgão, a determinação vem após o aumento do custo de geração de energia no país. Segundo relatório divulgado pelo ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), o valor da usina térmica mais cara em operação é de R$ 237,71 MWh (megawatts-hora).

Em junho, a bandeira tarifária foi verde, sem custo extra aos consumidores.

O sistema de bandeiras foi criado em 2015 como alternativa de recomposição de gastos extras com utilização de energia de usinas termelétricas.

Continue Lendo