TEM FUTURO ESSE FUTURO?

Imagem: EACH -USP

Por Frei Betto

Quem da minha geração poderia imaginar, há 40 anos, que hoje teríamos em mãos um aparelho que cabe no bolso da camisa e nos permite conectar com o mundo, ver filmes e vídeos, fazer pesquisas e até proferir conferências com visibilidade para o público?

Quem poderia supor que as redes digitais quebrariam o monopólio de notícias em mãos da grande mídia ou que um hacker seria capaz de, à distância, sugar eletronicamente arquivos secretos (mas não seguros) dos governos?

Continue Lendo

CARTA PARA A GERAÇÃO DO FIM DO MUNDO

De pouco vale, agora, planejar-se para viver em um mundo à beira da catástrofe. Mais que dinheiro e prestígio, juventude parece apostar na reinvenção de si e do planeta: com saberes ancestrais e tecnologia, feminismo e construção do Comum

Por Débora Nunes / Outras Palavras

É em solidariedade a vocês que hoje vislumbram o mundo adulto com apreensão e se perguntam sobre o futuro, que escrevo esse texto. Peço licença para oferecer minha experiência como professora de História e pesquisadora do futuro, que me fizeram escrever o livro Auroville, 2046. Depois do fim de um mundo. Tenho 55 anos, dois filhos que são jovens adultos e presencio a intensa tomada de consciência da juventude acerca do que nos aguarda, muito antes deles e delas chegarem à minha idade. Os depoimentos são tocantes e a pandemia de covid-19 foi um acelerador dessa antevisão: se um vírus pode fazer o que fez no mundo, imaginem todas as tragédias anunciadas pelos cientistas, como as mudanças climáticas. 

Continue Lendo

PARA PROFISSIONAIS, EMPREGO DO FUTURO VAI EXALTAR TRAÇOS HUMANOS

Imagem: Reprodução de O Globo

Por Eduardo Sodré

Representantes de diferentes áreas resgatam o passado, analisam o presente e vislumbram suas ocupações daqui a 30 anos

Convidados a fazer uma viagem pelo tempo, engenheiros, médicos, advogados, economistas e professores falaram sobre como eram suas profissões no início dos anos 1990, como estão hoje e o que se espera do futuro.

“O engenheiro deixará de ser essencialmente cartesiano para ter mais foco nas interações humanas, sendo menos lógico e mais biológico”, diz Rogério Caldas, que entrou no mercado em um momento de crise. “O início dos anos 1990 foi marcado por um longo período de recessão, com queda na atividade industrial.”

Mauro Zilbovicius, professor da USP e membro do conselho curador da Fundação Vanzolini, afirma que o processo de desindustrialização do país prejudicou a engenharia e fez profissionais migrarem para o setor financeiro. Hoje ele prepara seus alunos para uma carreira longeva.

Continue Lendo

“A SOCIEDADE BUSCA NO CONSUMO UMA VÁLVULA DE ESCAPE PARA PREENCHER O VAZIO DE SENTIMENTOS”

AS FACES DA SOCIEDADE LÍQUIDA

Por Douglas Henrique Reginato

O conceito de liquidez trazido por Zygmunt Bauman (Escritor e Sociólogo Polonês) no início desse século não seria tão válido se não fosse tão real e totalmente aplicável à sociedade atual em suas inúmeras áreas. Como cita o autor “A passagem da fase “sólida” da modernidade para a “líquida” – ou seja, para uma condição em que as organizações sociais (estruturas que limitam as escolhas individuais, instituições que asseguram a repetição de rotinas, padrões de comportamento aceitável) não podem mais manter sua forma por muito tempo (nem se espera que o façam), pois se decompõem e se dissolvem mais rápido que o tempo que leva para moldá-las e, uma vez reorganizadas, para que se estabeleçam”.

É notável que o novo modelo de sociedade traga uma série de benefícios e ao mesmo tempo consequências irreparáveis. Os novos estilos de vida, tecnologias revolucionárias, relacionamentos humanos, competitividade selvagem e exposição diante de um mundo sem direção ou garantia gera um verdadeiro “Admirável Mundo Novo” onde a sociedade, o tempo e a vida são líquidos. A seguir são apresentados alguns comentários acerca das faces marcantes da sociedade atual:

Continue Lendo

QUAIS OCUPAÇÕES SERÃO MAIS DEMANDADAS NO PÓS-PANDEMIA, SEGUNDO O SENAI.

Estudo sobre atividades técnicas prevê um mercado aquecido para as áreas de tecnologia e logística. Novas funções devem surgir para atender a mudanças de comportamento de pessoas e empresas

Por Isabela Cruz / Nexo Jornal

Um estudo do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) publicado nesta segunda-feira (21) analisou o uso de tecnologias no ambiente profissional e as possíveis mudanças na estrutura organizacional das empresas para projetar como estará o mercado de trabalho para as atividades técnicas depois da pandemia.

Continue Lendo

COMO SEU CELULAR PODE DIZER SE VOCÊ BEBEU DEMAIS

Pesquisa nos EUA pela Universidade de Pittsburg fez uso dos sensores presentes em smartphone para comprovar hipótes

Por Cesar Gaglioni /Nexo Jornal

Os smartphones são capazes de fazer ligações, enviar mensagens, tirar fotos, gravar vídeos, exibir filmes e, de acordo com um estudo feito pela Universidade de Pittsburgh, nos EUA, são capazes também de dizer se você bebeu demais.

A pesquisa, publicada na revista de Estudos de Álcool e Drogas dos Estados Unidos, foi liderada pelo médico Brian Suffoletto, da faculdade de medicina da universidade.

Segundo Suffoletto, o estudo é uma “prova de conceito” – a implementação prática, porém ainda incompleta, de uma ideia. Para realizá-lo, os pesquisadores recrutaram 22 adultos de 21 a 43 anos e receberam uma bebida feita a base de vodka. Eles tinham uma hora para consumir o drink.

Continue Lendo