FORA VELHOFOBIA!

A corredora capixaba Aldemira Adão, de 94 anos – Reprodução/Instagram

Por Mirian Goldenberg

A capixaba Aldemira Adão, de 94 anos, já se acostumou com os comentários preconceituosos: “Aquela senhorinha tá ficando doida”. “Essa senhora, em vez de ficar dentro de casa…”. “Que velha maluca, ela não vai aguentar”.

Aldemira finge que não escuta e continua a correr.

Ela trabalhou muito tempo na lavoura e depois “em casa de família” até se aposentar. Após a morte do marido, passou a se sentir muito só. Para fazer amigos, procurou “um grupo de convivência da terceira idade”.

Continue Lendo

ENVELHECER SEM SE TORNAR VELHO

Postado por Blog do Valentin

Por Marcelo Barros(*) / Dom Total

Escutei isso de uma religiosa que naquele dia completava 94 anos de idade: “Com o evangelho, aprendi a envelhecer sem me tornar velha”. Perguntei: Como se faz isso? Ela me olhou e respondeu como se fosse a coisa mais óbvia do mundo: “Você envelhece procurando não pesar para ninguém e principalmente não deixando o seu coração envelhecer. Nada de dizer: No meu tempo… O meu tempo é aqui e agora”.

É claro que todas as pessoas desejam não serem pesadas para as outras e gostariam de envelhecer mantendo a autonomia física e interior. Devemos organizar o mundo e a vida de forma a facilitar isso. No calendário da ONU, o 1o de outubro é o dia internacional de proteção às pessoas idosas. No Brasil, nessa data, em 2003, foi assinado o Estatuto do Idoso. Nesse mesmo ano, a CNBB começou a Pastoral das Pessoas Idosas, com o objetivo de assegurar a dignidade e a valorização integral dos idosos na sociedade.

Continue Lendo

PARA COMPLEMENTAR RENDA, IDOSOS RETARDAM SAÍDA DO MERCADO DE TRABALHO

Postado por Valentin Ferreira

Segundo o estudo Carta de Conjuntura publicado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), os idosos estão retardando sua saída do mercado de trabalho. Publicado em junho de 2018, com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), o estudo comparou dados do primeiro trimestre de 2012 e 2018, segundo faixas etárias.

Entre os resultados da Carta de Conjuntura destaca-se o fato de que as pessoas com 60 anos ou mais vem aumentando sua participação na ocupação ao longo do tempo, passando de 6,3% em 2012 para 7,8% em 2018. O aumento dos mais velhos na força de trabalho não ocorre pelo crescimento da quantidade desses trabalhadores que estão abandonando a inatividade e voltando ao mercado de trabalho, mas porque vem recuando a parte de idosos que optam em deixar a força de trabalho e ir para a inatividade.

A análise do Ipea indicou dois fatores para permanência dos idosos no mercado de trabalho: necessidade de garantir a renda familiar e aumento da expectativa de vida do brasileiro. Esse cenário mostra a situação de vulnerabilidade dos trabalhadores frente a política de austeridade do governo golpista de Temer, fazendo com que os … Continue Lendo

DICAS PARA PRESERVAR SUA SAÚDE MENTAL NO ENVELHECIMENTO

Postado por Valentin Ferreira
A saúde mental é tão importante quanto a saúde física. Confira 14 ações  que podemos fazer para proteger nossa saúde mental enquanto envelhecemos

O processo de envelhecer nos obriga a enfrentar a perda de entes queridos, a ver nossos filhos saindo de casa e a enfrentar transformações físicas, como níveis de energia reduzidos.

Esse tipo de evento “pode dar lugar a emoções negativas, como tristeza, ansiedade, solidão e autoestima reduzida“, segundo a American Psychological Association.

O envelhecimento também pode ser acompanhado por uma série de transformações positivas, como oportunidades para viajar, mais tempo para passar com os netos e a oportunidade de adotar novos hobbies.

Mas qualquer tipo de transformação, mesmo que seja positiva, pode gerar emoções diversas que incluem ansiedade, solidão, depressão e a sensação de que você não vai dar conta“, disse Connie Habash, terapeuta conjugal e familiar em Menlo Park, Califórnia. Por isso, priorizar nossa saúde mental é uma necessidade de primeira ordem, especialmente na terceira idade.

Veja abaixo algumas coisas que você pode fazer para se dar apoio emocional durante a jornada do envelhecimento.

Continue Lendo

IDOSOS NA MIRA DE GOLPISTAS

Postado por Valentin FerreiraFalta de educação financeira e diversificação de investimentos deixam mais velhos expostos a riscos

Por Gabriel Vasconcelos / Jornal do Brasil

Nas duas últimas décadas, o mercado financeiro global viveu um período de intensa diversificação de produtos para atender às diferentes necessidades dos investidores. Essas novas modalidades de investimento prometem rentabilidades muito superiores aos oferecidos pelo binômio renda fixa e renda variável ou, ao menos, um meio termo entre os dois, como é o caso das carteiras multimercados. Ao mesmo tempo, os donos do dinheiro envelhecem em todo o mundo, tornando-se mais suscetíveis a imperícias e, na pior das hipóteses, a golpes.

No Brasil não é diferente. Em um cenário de juros mais baixos nas aplicações, ancoradas por uma taxa Selic de 6,5% ao ano, a tentação por taxas mais atrativas, em negócios heterodoxos como as moedas virtuais, preocupa a Comissão de Valores Imobiliários (CVM). Isso sem falar em estelionatos, como as armadilhas das “ações esquecidas” ou os “caçadores de indenizações”. Na Bolsa brasileira (B3), por exemplo, homens e mulheres com mais de 65 anos acumulam  R$ 88,6 bilhões em investimentos, o equivalente a 45% da soma de R$ 195,5 bilhões que gira na casa. Se … Continue Lendo

A VELHICE NÃO É A PIOR PARTE DA VIDA. por Giuliano Cedroni

Postado por Valentin Ferreira / do Jornal GGN
Jornal GGN – “O envelhecimento da população é um dos maiores triunfos da humanidade e também um de seus grandes desafios. (…) Ainda assim, a publicidade conseguiu convencer bilhões de pessoas de que ser considerado velho é das piores coisas que podem acontecer a um ser humano”, resumiu Giuliano Cedroni.
Continue Lendo