STF ACABA COM TETO CONSTITUCIONAL E LIBERA “MEU BOCÃO, MINHA VIDA”

Por Fernando Brito-

Com apenas um voto contrário, o de Luiz Edson Fachin, o Supremo Tribunal Federal aprovou relatório de Alexandre de Moraes e liberou o pagamento de  remuneração de servidores públicos que acumular cargos (e aposentadorias) que ultrapasse  R$ 33,7 mil, o equivalente aos vencimentos de ministros do STF.

Eles próprios, inclusive, já que juízes podem acumular suas fuções com outras, como as de professor.

Continue Lendo