O FAZ TUDO

Por Blog do Valentin

RESUMO DOS VAZAMENTOS EM 3 PONTOS
  1. Mensagens reveladas pelo site The Intercept Brasil indicam troca de colaboração entre Moro, então juiz, e Deltan, procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato.
  2. Segundo a lei, o juiz não pode auxiliar ou aconselhar nenhuma das partes do processo
  3. Vazamento pode levar à anulação de condenações proferidas por Moro, caso haja entendimento que ele era suspeito (comprometido com uma das partes). Isso inclui o julgamento do ex-presidente Lula (FSP)
Continue Lendo

COMO FACEBOOK, TWITTER E GOOGLE LUCRAM QUANDO VOCÊ SENTE RAIVA

Postado por Valentin Ferreira

Por Tatiana Dias / The Intercept Brasil

Eu postei no Twitter a reportagem da revista Veja. Uma das primeiras reações – fora comentários de seguidores e retweets previsíveis – foi essa aqui:

“Cuidado c língua….17 vem aí” 

É algo previsível vindo dos apoiadores de Jair Bolsonaro quando confrontados com a realidade: ironia e ameaças – veladas ou explícitas. Só na semana passada, uma jornalista foi perseguida e exposta no Twitter por engano, a autora da reportagem que mostrou que o mesmo candidato havia ameaçado a ex-mulher em 2011 também foi exposta, e Carlos Bolsonaro, vereador e filho de Jair Bolsonaro, postou uma foto com uma simulação de tortura, feita originalmente em protesto contra seu pai, com uma legenda irônica para meio milhão de seguidores no Instagram. Todos esses conteúdos – exceto o stories de Bolsonaro, efêmero por natureza – ainda estão no ar. A resposta ao meu tuíte também, mesmo depois de ser denunciada.

Continue Lendo

VÍDEO: A ENTREVISTA DE GUILHERME BOULOS A GLEN GREENWALD

Postado por Valentin Ferreira

O THE INTERCEPT BRASIL dá início hoje à uma série de entrevistas com os pré-candidatos à Presidência.

O líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto, o MTST, e pré-candidato à presidência pelo PSOL, Guilherme Boulos, foi o primeiro a participar. Além de sua longa atuação como dirigente do MTST, movimento social de luta por moradia presente nas grandes metrópoles brasileiras, e de ter mantido uma coluna semanal na Folha de São Paulo, Boulos ganhou notoriedade pela sua participação no movimento contra o impeachment de Dilma, um “golpe parlamentar” nas suas palavras. Ele também é uma voz ativa contra a prisão de Lula, que considera ser fruto de perseguição política, e faz ferrenha oposição ao governo Temer.

Leia a integra da entrevista no The Intercept.

 

Continue Lendo

DIREITO PENAL NO DOS OUTROS É REFRESCO, Por Rafael Fagundes

Postado por Valentin Ferreira

Por Rafael Fagundes / do The  Intercept 

É COM CERTA PREOCUPAÇÃO que se assiste à euforia demonstrada por alguns políticos, intelectuais e formadores de opinião do campo progressista com a notícia de que a 1º Turma do Supremo Tribunal Federal recebeu a denúncia contra o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) e o tornou réu pelos crimes de corrupção passiva e obstrução de justiça.

Falta-lhes a percepção de que o mesmo estado policial que hoje criminaliza Aécio é aquele que ontem prendeu o ex-presidente Lula, e que antes disso alimentou a besta do impeachment e a criminalização de tantos outros líderes populares ao longo da história. Mais grave ainda: episódios como esse servem para dar legitimidade a essa expansão do poder punitivo e habilitam o discurso de que o processo de criminalização da política (e da vida como um todo) não é seletivo – uma amostra disso é o editorial de O Globo intitulado Aécio convertido em réu abala teoria persecutória do PT, publicado no último dia 18.

Para cada Cunha ou Aécio criminalizado, dez lideranças populares são alvo das agências do sistema penal.

Continue Lendo

FANTÁSTICO DISTORCE A HISTÓRIA DE MARIELLE

Postado por Valentin Ferreira

Por Glenn Greenwald/ The Intercept  / Via Altamiro Borges

ONTEM À NOITE, a Rede Globo dedicou 45 minutos de seu popular programa “Fantástico” à execução de Marielle Franco e ao assassinato de seu motorista, Anderson Gomes. Essa história vem dominando as manchetes no Brasil durante a última semana, e continua recebendo destaque em órgãos de imprensa do mundo todo.

Esse não foi um caso em que a cobertura da Globo elevou uma história à proeminência nacional. Muito pelo contrário: O que nós vimos foi a Globo tentando assumir o controle de uma história que explodiu online graças ao ativismo cidadão e á raiva inconformada causada pelo crime, sem que se precisasse de ajuda ou amplificação dos grandes veículos de imprensa. Essa é uma das poucas vezes em que a grande mídia brasileira foi uma espectadora, não o motor, de uma história

(…)

A Rede Globo e seus companheiros da elite cultural enxergam um grave perigo nos efeitos do assassinato de Marielle. Eles podem ver que o caso está acordando pessoas tradicionalmente desapoderadas para a crueldade das desigualdades sociais e da intolerável criminalidade de suas forças policiais. O crime está estimulando moradores de favelas a se Continue Lendo

A VOLTA DO CASO PAULO PRETO APAVORA CACIQUES DO PSDB

Postado por Valentin Ferreira

Por João Filho / The Intercept Brasil

EM UM DEBATE no segundo turno das eleições de 2010, Dilma perguntou para José Serra sobre Paulo Souza Vieira. A candidata se referia ao homem conhecido pela cúpula do tucanato paulista como Paulo Preto, um importante diretor da Dersa durante sua gestão no governo de São Paulo. O tucano se fez de sonso e se esquivou, mas foi obrigado a comentar o assunto no dia seguinte: “Não sei quem é o Paulo Preto. Nunca ouvi falar. Ele foi um factóide criado para que vocês (jornalistas) fiquem perguntando.”

A amnésia do candidato não foi perdoada e Paulo Preto mandou um recadinho que entraria para o folclore da política nacional:  “Serra me conhece muito bem. Até por uma questão de satisfação ao país, ele tem que responder. Não se larga um líder ferido na estrada a troco de nada. Não cometam este erro”. Logo após a ameaça, Serra fez um esforço mental e imediatamente lembrou desse aliado querido: “Evidente que eu sabia do trabalho do Paulo Souza, que é considerado uma pessoa muito competente e ganhou até o prêmio de Engenheiro do Ano*. A acusação contra ele é injusta. Ele é … Continue Lendo