AOS FILHOS DA GENTALHA O TRABALHO

Postado por Blog do Valentin

Por Professor Ariovaldo.

O trabalho enobrece a cria das classes subalternas, conduzindo-as para o bom caminho e principalmente evitando que elas atrapalhem os filhos dos homens de bem nas escolas e universidades do país. Quem fica contra o trabalho infantil ou é comunista ou é contra a tradicional família crista, o que é lamentável. Que mal faz um trabalhinho para os petizes? Quebrar castanhas, fazer carvão, descascar mandioca, quem nunca fez isso quando criança ou coisa que o valha, como ajudar os pais no armazém ou vender brigadeiro de chocolate belga na escola?

Continue Lendo

MAIS DE 40% DOS BRASILEIROS ATÉ 14 ANOS VIVEM EM SITUAÇÃO DE POBREZA

Postado por Valentin Ferreira

Brasília – Cidade Estrutural (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Por Camila Boehm / Agencia Brasil -EBC

Mais de 40% de crianças e adolescentes de até 14 anos vivem em situação domiciliar de pobreza no Brasil, o que representa 17,3 milhões de jovens. Em relação àqueles em extrema pobreza, o número chega a 5,8 milhões de jovens, ou seja, 13,5%. O que caracteriza a população como pobres e extremamente pobres é rendimento mensal domiciliar per capita de até meio e até um quarto de salário mínimo, respectivamente.

Os dados são da publicação “Cenário da Infância e da Adolescência no Brasil”, que será divulgado amanhã (24) pela Fundação Abrinq. O estudo relaciona indicadores sociais aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU), compromisso global para a promoção de metas de desenvolvimento até 2030, do qual o Brasil é signatário junto a outros 192 países.

“Algumas metas [dos ODS] certamente o Brasil não vai conseguir cumprir, a menos que invista mais em políticas públicas voltadas para populações mais vulneráveis. Sem investimento, fica muito difícil cumprir esse acordo”, avaliou Heloisa Oliveira, administradora executiva da Fundação Abrinq. “Se não houver um investimento maciço em políticas sociais básicas voltadas … Continue Lendo