TRF-4 PEITA SUPREMO E CONDENA LULA

Por Helena Chagas

Não se pode dizer que o STF não tenha culpa. Depois que pegou a mania de interromper julgamentos polêmicos por falta de consenso para retomar depois – sabe-se lá quando – o Supremo abriu espaço à incerteza jurídica e a atos de desafio das instâncias inferiores. Foi o que se viu nesta quarta, no TRF-4, no julgamento do recurso do ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia. A Corte regional, reconhecidamente ligada ao ex-juiz Sérgio Moro e à turma da Lava Jato, resolveu aproveitar a oportunidade para uma afirmação política — ainda que saiba que, mais à frente, terá sua sua decisão reformada. 

Continue Lendo

LULA ESTÁ SOLTO, MAS NÃO LIVRE

Postado por Blog do Valentin

SOLTO

Por Leandro Fortes /Era da Idiocracia

Assim como Hugo Chávez, ao sair da prisão em que lhe meteram os golpistas venezuelanos, em 2002, Lula pediu paz e preconizou que o amor há de vencer o ódio, ao deixar a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.
A comparação é exagerada, mas não descabida. Chávez voltou ao poder, com apoio das Forças Armadas e de uma população politizada, pronta para a guerra. Naquele momento, incitar um conflito levaria o país a uma guerra civil.
Lula teve essa mesma percepção, aliás, deu continuidade a ela: poderia ter conduzido as massas a defendê-lo, quando foi preso, mas preferiu se entregar e fazer da paciência uma virtude. Conseguiu.
Continue Lendo

PASSO A PASSO O “LAWFARE” CONTRA O EX-PRESIDENTE LULA, Por Afrânio Silva Jardim

Do Empório do direito

Nesta oportunidade, julgo relevante reproduzir aqui, na coluna deste importante site, relevante e perspicaz texto de autoria de JOSÉ CRISPINIANO, onde se reproduz cronologicamente, com poucas lacunas, toda a perseguição jurídica que o nosso sistema de justiça criminal produziu, e ainda produz, contra os direitos de um ex-presidente do Brasil. Não só contra ele, mas também contra o nosso Estado Democrático de Direito. Desta forma, cabe gritar: esquecer, jamais !!!

“Vinte tópicos para entender a trajetória do juiz que conduziu a Lava Jato desde sua origem e os interesses por trás de seus objetivos”.

Continue Lendo

ATÉ QUANDO O JUDICIÁRIO BRASILEIRO VAI FINGIR INTERESSE PELA JUSTIÇA? Por Carlos Fernandes

Postado Por Valentin Ferreira

Com a posse de Rosa Weber na presidência do TSE nesta terça (14) e de Dias Toffoli no STF a acontecer no dia 13 de setembro, estará concluída mais uma rodada na dança das cadeiras do judiciário brasileiro.

Ao contrário do que alguém poderia supor frente ao que normalmente representa novas gestões nos mais altos escalões do poder, de novidade as mudanças não trazem nada.

É bem verdade que o mundo do direito sempre ganha quando alguém como Cármen Lúcia finalmente encerra um mandato de pura politicagem durante todo o tempo em que usufruiu do poder e das benesses de presidir a mais alta corte do país.

Continue Lendo

TRF-4 “CONDENA” MULHER DE EDUARDO CUNHA A FICAR EM LIBERDADE E USAR DINHEIRO DEPOSITADO NA SUÍÇA

Postado por Valentin Ferreira

O título da matéria parece estranho, mas é isso mesmo que aconteceu. A jornalista Cláudia Cruz, mulher do ex-deputado federal Eduardo Cunha (MDB-RJ), teve uma condenação ‘de pai para filha’ do TRF-4, o mesmo que aumentou a pena de Lula e determinou sua prisão.

Ela foi “condenada” pelo crime de evasão de divisas em processo da Operação Lava Jato julgado nesta quarta-feira (18) no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), sediado em Porto Alegre.

Apesar da “condenação” de dois anos e seis meses de prisão pelo crime de evasão de divisas, Cláudia Cruz deve cobrir a pena em liberdade, podendo substituir por outras penas, por exemplo, prestação de serviços comunitários, pagamento de multa e limitação de fins de semana.

Continue Lendo

ZANIN DIZ QUE MORO PROVOU MAIS UMA VEZ QUE PERSEGUE LULA

Postado por Valentin Ferreira

O advogado de Lula Cristiano Zanin Martins emitiu nota à imprensa na tarde deste domingo (8) criticando a postura do juiz Sergio Moro, que está de férias e, ainda assim, manobrou com alguns magistrados de segunda instância para impedir que Lula seja colocado em liberdade. O desembargador de plantão Rogério Favreto acolheu um recurso movido pelo deputado Wadih Damous (PT) e concedeu um habeas corpus em caráter liminar ao ex-presidente.

Segundo Zanin, a postura intervencionista de Moro só prova que ele é parcial em relação a Lula e atesta a perseguição da Lava Jato.

Leia, abaixo, a nota completa:

Continue Lendo