USO CORRETO DE MÁSCARA PODE REDUZIR CASOS DE COVID-19 EM ATÉ 20%, DIZ OPAS

Além do uso de máscara, distanciamento social e vacinação também tornam o fim
da pandemia mais próximo (Afp)

A Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) enfatizou a importância de medidas como o uso de máscaras e o distanciamento social, a fim de reduzir os casos da Covid-19. Durante entrevista coletiva, o diretor assistente da entidade, Jarbas Barbosa, afirmou que estudos apontam que apenas o uso de máscaras já pode reduzir os casos da doença em 10% a 20%. “A vacinação e medidas como o uso de máscaras tornam o fim da pandemia mais próximo”, ressaltou Barbosa, que disse não ser possível agora fazer uma estimativa sobre quando terminará a pandemia.

Continue Lendo

MINHA MÃE FOI VACINADA. PODEMOS PASSAR O DIA DAS MÃES JUNTOS?

Getty Imagens

Do UOL

O segundo Dia das Mães durante a pandemia de coronavírus chega junto com a vacina para muitas famílias. Mas, mesmo com a imunização, os médicos alertam que é necessário tomar cuidado —manter as máscaras, o distanciamento social e evitar aglomerações.

Os especialistas afirmam que as vacinas não garantem 100% de proteção e mesmo as mães vacinadas devem tomar cuidado. Eles dizem que uma nova onda de contaminação pode acontecer independente da data, mas que precauções são sempre recomendáveis —para se evitar um novo colapso no sistema de saúde, como houve após as festas de fim de ano, por exemplo, em diversos estados.

Continue Lendo

POR QUE PODE SER PRECISO USAR MÁSCARA MESMO APÓS VACINA COVID 19

Mesmo após tomar a vacina, uso de máscara de proteção será necessário, alertam médicos

Por Letícia Mori /BBC Brasil

Uma das vacinas que já se provaram eficazes contra a covid-19 — a da Pfizer — está sendo distribuída no Reino Unido desde segunda-feira (8/12), e há perspectiva de que no ano que vem alguma das vacinas contra a doença esteja disponível no Brasil.

Qual vai ser a primeira coisa que você vai fazer depois de tomar a vacina? Se já estava fazendo planos de abandonar a máscara imediatamente, viajar, ir para a balada e rever todo mundo que não conseguiu encontrar em quase um ano de pandemia, os médicos e infectologistas alertam: na verdade, a vida não vai voltar ao normal logo após tomar a vacina.

“Depois de tomar a vacina, é preciso voltar para casa, manter o isolamento social, aguardar a segunda dose e depois esperar pelo menos 15 dias para que a vacina atinja o nível de eficácia esperado”, explica a bióloga Natália Pasternak, presidente do Instituto Questão de Ciência. “E mesmo depois, é preciso esperar que boa parte da população já tenha sido imunizada para a vida voltar ao normal.”

Há três motivos para isso. Entenda.

Continue Lendo

COVID 19: ESTIMA-SE QUE 50% DOS NOVOS CASOS SÃO TRANSMITIDOS POR PESSOAS ASSINTOMÁTICAS

Não existem muitos tabus sobre o uso das máscaras em entidades nacionais e internacionais -GETTY IMAGES

Por BBC Brasil

Em sua tradicional live de quinta-feira, transmitida pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro fez alguns comentários a respeito da pandemia de covid-19 que assola o Brasil e o mundo. Ao falar de métodos de prevenção, ele lançou dúvidas sobre a efetividade das máscaras.

“A questão da máscara, não vou falar muito porque ainda vai ter um estudo sério falando da máscara, se ela protege 100%, 80%, 90%, 10%, 4% ou 1%. Vai chegar esse estudo. Acho que falta apenas o último tabu a cair”, disse.

A fala do presidente, no entanto, está em total desalinho com as recomendações adotadas por todas as entidades nacionais e internacionais, que não identificam nenhum “tabu” a respeito do tópico no momento.

Continue Lendo

CIENTISTAS RECONHECEM TRANSMISSÃO DE CORONAVÍRUS PELO AR E REFORÇAM NECESSIDADE DE MÁSCARA

Agentes da vigilância sanitária em ação educativa para uso de máscara no centro de São Paulo – Eduardo Anizelli/Folhapress

Contágio por aerossóis, que podem ficar no ar por horas, aumenta preocupações sobre a reabertura

Por Everton Lopes Batista/ Folha

Artigos publicados nos últimos meses engrossaram as evidências de que a transmissão do novo coronavírus pelo ar, não só por gotículas de saliva, é possível e tem um papel maior do que se imaginava inicialmente.

Cada vez mais estudos confirmam a presença do vírus ativo em aerossóis de saliva expelidos por pessoas durante a fala, espirro ou tosse. Aerossóis de saliva são partículas líquidas muito pequenas, mas maiores do que o Sars-Cov-2, e por isso podem carregá-lo pelos

Continue Lendo

BRASIL ACUMULA MAIS DE 88 MIL MORTES POR COVID-19

Coveiros enterram vítima de covid-19 em cemitério no Rio de Janeiro

País registrou 921 óbitos nas últimas 24 horas, segundo dados do Ministério da Saúde. Mais de 40 mil novas infecções foram confirmadas no mesmo período, e total de casos já chega a quase 2,5 milhões.

O número de mortes por covid-19 no Brasil passou de 88 mil nesta terça-feira (28/07), segundo dados do Ministério da Saúde. Em 24 horas, foram registrados 921 óbitos, elevando o total para 88.539.

O país contabilizou ainda 40.816 novos casos da doença. Com isso, o total de infecções subiu para 2.483.191, segundo o ministério. Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação. 

Continue Lendo