COMUNISMO CHICLETE

Para muitos, sem dúvida, o comunismo talvez seja um chiclete alucinógeno feito em Cuba ou Coreia de Norte (Unsplash/Thought Catalog)

Temo que a escalada da ignorância ostentação – que tantas vítimas já vez – seja irreversível

Por Ricardo Soares* / Dom Total

Quando eu era menino – e olha que já faz tempo – deitava num chão daqueles de ladrilhos vermelhos quebradinhos, típico dos anos 70, e, com uma parreira de uvas sobre minha cabeça, tentava vislumbrar entre as folhas o distante ano 2000, quando eu seria um “idoso” de 40 anos. Não sei bem porque me fixei na idade emblemática dos 40 e nem no ano 2000. Mas era isso que pensava, sem sequer imaginar que, 20 anos após o encontro que eu queria marcar comigo mesmo no ano 2000, o Brasil se converteria numa distopia apocalíptica em 2020.

Continue Lendo

LUTO PELA BONDADE, Por Pablo Neruda

“Neste momento crítico, neste sobressalto de agonia, sabemos que entrará a luz definitiva
pelos olhos entreabertos. Entender-nos-emos todos. Progrediremos juntos.
E esta esperança é irrevogável.”

Do Citador

Quero viver num mundo sem excomungados. Não excomungarei ninguém. Não diria, amanhã, a esse sacerdote: «Você não pode baptizar ninguém porque é anticomunista.» Não diria ao outro: «Não publicarei o seu poema, o seu trabalho, porque você é anticomunista.» Quero viver num mundo em que os seres sejam simplesmente humanos, sem mais títulos além desse, sem trazerem na cabeça uma regra-, uma palavra rígida, um rótulo. Quero que se possa entrar em todas as igrejas, em todas as tipografias. Quero que não esperem ninguém, nunca mais, à porta do município para o deter e expulsar. Quero que todos entrem e saiam sorridentes da Câmara Municipal. Não quero que ninguém fuja em gôndola, que ninguém seja perseguido de motocicleta.

Continue Lendo

EDUCAR PARA O RESPEITO, NÃO PARA A OBEDIÊNCIA OU O MEDO

Postado por Blog do Valentin

Pode surpreendê-lo, mas uma criança obediente não é uma criança feliz. Obediência é quase sempre alcançada através do medo, então o melhor é educar para que eles entendam imediatamente  que respeito, reciprocidade e empatia são construídos através do afeto sincero.

Certamente alguns pais não concordarão. De fato, muitos de nós fomos educados de acordo com as regras da psicologia comportamental que fazer algo errado envolve receber uma punição severa e, ao contrário, fazer a coisa certa leva a uma recompensa.

Continue Lendo

EDUCAR AS CRIANÇAS EM VALORES: 10 CURTAS-METRAGENS QUE PODEM AJUDAR

Postado por Blog do Valentin

Do Pensar Contemporâneo/Adaptado do site Etapa Infantil / 

Educar em valores vai muito além de transmitir boas maneiras às crianças. Também é importante ensiná-los a distinguir boas e más atitudes e ajudá-las a desenvolver sua consciência moral. Obviamente, não é uma tarefa fácil, porque não é necessário apenas inculcar certos valores, mas também promover uma atitude crítica. Nesse sentido, o cinema, e especialmente os curta-metragens animados, podem se tornar um excelente ponto de partida para as crianças refletirem sobre valores e sua importância.

10 curtas-metragens para educar as crianças sobre valores

Continue Lendo

PESQUISA: BRASILEIRO ATRELA ESQUERDA A CONFLITO E DIREITA À ORDEM.

Postado por Blog do Valentin
Estudo procurou entender como a sociedade se comporta diante a temas como valores, família, segurança, política e desigualdades

Por Ana Luiza Basilio / Carta Capital.

Parte da sociedade brasileira atrela os partidos, lideranças e militantes de esquerda a ideias de caos, conflito, defesa de pautas identitárias, arrogância e doutrinação. A direita, por sua vez, é atribuída às noções de ordem, hierarquia, respeito pela opinião do próximo, igualdade, valorização da família, e defesa do esforço individual/livre- mercado.

Os dados são parte dos identificados pela pesquisa  “O conservadorismo e as questões sociais”, realizada pela Fundação Tide Setubal e o Plano CDE e divulgados na segunda-feira 10. O estudo buscou identificar como parte da sociedade, considerada não radical politicamente, se posiciona diante temas como valores e família, criminalidade e segurança e política e corrupção. O estudo parte da ascensão de uma nova direita nos últimos dez anos e da emergência de tendências conservadoras na sociedade, impulsionadas pela nomeação de Jair Bolsonaro como presidente.

Continue Lendo